Clique e assine a partir de 9,90/mês

Os melhores restaurantes variados de Brasília

Estabelecimentos fazem parte da edição de VEJA COMER & BEBER Brasília 2018/2019

Por Arthur H. Herdy, Gabriela de Almeida, Rosualdo Rodrigues e Sara Campos - 18 Maio 2018, 01h00

AFRICANO

Simbaz

O nigeriano Chidera Ifeanyi, desde 2008 em Brasília, reproduz sabores de sua terra natal e de outros países do continente africano. Muito similar ao acarajé baiano, o akara pode abrir a refeição (R$ 10,00, seis unidades). Popular no Senegal, o yassa consiste em frango temperado com cebola, alho, limão e vinagre (R$ 30,90). Chega à mesa com banana-da-terra, salada e arroz refogado com pasta de tomate e curry. Na carta de bebidas, um dos drinques leva conhaque ou vodca, folhas de hibisco, laranja e pimenta (R$ 21,90). 412 Sul, bloco D, loja 15, 3346-7540 (70 lugares). 12h/0h (dom. só almoço até 17h; fecha seg.). Aberto em 2017. $.

 

Continua após a publicidade

COREANO

Happy House

A família Jung comanda a casa há mais de vinte anos, mas só em 2013 agregou sabores coreanos ao menu – que divide as atenções com um bufê de inspirações brasileiras e orientais (R$ 39,99 o quilo). O gun mandoo, um pastel de lombo suíno com gengibre, figura na lista de entradas (R$ 30,00; seis unidades). Entre os pratos típicos, aparecem a sobrecoxa de frango empanada com molho de pimenta coreana de toque adocicado (R$ 55,00) e o bulgogi (R$ 90,00, para duas pessoas). No último, uma chapa térmica vai à mesa e os próprios clientes preparam as tiras de carne que acompanham porções diversas. Venâncio Shopping, 3322-0177 (16 lugares). 11h/21h (sáb. só almoço até 15h; fecha dom.). Aberto em 1997. $$

 

MEXICANO

El Paso

Comandada pelo peruano David Lechtig, a casa não deixa de promover algumas receitas da terra natal do chef e proprietário – caso do ceviche clássico (R$ 39,00). Mas a culinária mexicana é o centro das atenções, algo que transparece em preparos como a birria de cordeiro (R$ 59,00): carré ao molho de pimenta e especiarias com arroz mexicano e guacamole. Tem bufê no almoço a R$ 49,00 por pessoa (R$ 55,00 de sexta a domingo). Nas noites de aperitivos (quartas e quintas), o mesmo tipo de bufê é montado a R$ 48,00. 404 Sul, bloco C, loja 19, 3323-4618 (240 lugares). 12h/15h e 18h/0h (sex. e sáb. almoço até 16h e jantar até 0h30; dom. almoço até 16h e jantar até 23h30; fecha seg.); 110 Norte, bloco B, loja 18, 3349-6820 (135 lugares). 12h/15h e 18h/0h (sex. e sáb. almoço até 16h e jantar até 1h; dom. almoço até 16h; fecha seg.). Terraço Shopping, 3233-5197 (110 lugares). 12h/15h e 18h/0h (sex. a dom. almoço até 16h). Aberto em 1995. $$

 

Continua após a publicidade

PERUANO

Taypá

Na esteira do sucesso obtido aqui – referendado por três prêmios de melhor restaurante em VEJA COMER & BEBER, o chef peruano Marco Espinoza hoje divide seu tempo entre as casas que levam sua assinatura na capital e em outras quatro cidades. Quem cuida do dia a dia do Taypá é o chef Carlos Artica. Da cozinha capitaneada por ele saem ótimos ceviches – o clássico custa R$ 54,80 – e o lomo saltado, filé-mignon em tiras com cebola, tomate e gengibre. Flambada com pisco e acrescida de shoyu e vinagre, a receita é guarnecida de arroz e batata frita (R$ 74,80). Representante da linha mais inventiva do menu, o pescado al azafrán traz robalo ou dourado grelhado com molho de rocoto (pimenta peruana), camarão e açafrão. Acompanham croquetes de mandioca recheados de queijo gruyère (R$ 89,80). QI 17, bloco G, Edifício Fashion Park, lojas 208 a 210, Lago Sul, 3248-0403 (120 lugares). 12h/15h e 19h/0h (sáb. almoço até 16h e jantar até 1h; dom. só almoço até 17h). Aberto em 2010. $$$

 

VARIADOS

Authoral

O chef André Castro, eleito pela segunda vez consecutiva o chef do ano em VEJA COMER & BEBER, se propõe a revisitar ingredientes e preparos brasileiros com criatividade e mesclar esse caldo com influências culinárias europeias e asiáticas. Dessa proposta surgem receitas como a brandade de siri com mandioquinha, aioli de wassabi, alga nori e crocante de arroz (R$ 36,00) e a carne de sol curada na casa com manteiga de garrafa, baião de dois cremoso, queijo coalho crocante e cubos de abóbora (R$ 68,00). A ideia de uma cozinha cosmopolita se reflete no ambiente, que combina paredes de tijolo aparente, detalhes em ferro e grafites. SCLS 302 B, bloco A, loja 10, Asa Sul, 3225-0052 (75 lugares). 12h/15h e 19h/23h30 (sáb. 12h/16h e 19h/23h30; dom. até 17h). Aberto em 2016. $$$$

Bloco C

O modernismo arquitetônico de Brasília inspira a decoração do Bloco C, que combina cobogós, concreto, ferro e azulejos de Athos Bulcão. Todos os anos, em fevereiro, o chef Marcelo Petrarca renova o cardápio. Entre as estreias de 2018, há pamonha de forno com queijo gruyère e trufa (R$ 49,00), de entrada, e o cassoulet de pato com fregula sarda e ovo pochê (R$ 94,00). Alguns clássicos da casa permanecem, caso do filé com rapadura ao molho rôti, acompanhado de risoto de grana padano e rapadura (R$ 82,00). O menu executivo de almoço custa R$ 59,00. 211 Sul, bloco C, loja 17, 3363-3062 (120 lugares). 12h/15h30 e 19h30/0h (sex. jantar até 1h; sáb. almoço até 16h; fecha dom.). Aberto em 2015. $$$$

Contê

A proposta da casa é ser um restaurante com descontração de bar. Nesse sentido, o menu assinado pelo chef William de Oliveira divide as atenções com a carta de drinques do mixologista Gustavo Guedes. Dentre mais de quarenta coquetéis, o rebento leva vodca, amora, xarope de hibisco com canela, limão-siciliano e compota de laranja (R$ 24,00). O tartare de atum com avocado ao molho de limão-siciliano (R$ 58,00) figura entre as opções de entrada para compartilhar. Na lista de pratos, o filé au poivre é acompanhado de fettuccine ao molho de grana padano (R$ 62,00). 403 Sul, bloco D, loja 10, 3554-9474 (120 lugares). 12h/15h e 19h/0h (qui. até 1h; sex. e sáb. 12h/1h; dom. 12h/17h). Aberto em 2017. $$$

Dom Francisco

Continua após a publicidade

Em atividade no mercado brasiliense há 30 anos, o chef Francisco Ansiliero comanda uma das marcas mais icônicas da gastronomia local. São tradicionais e famosos o bacalhau desfiado ao forno (R$148,50), o tambaqui na brasa (R$ 134,50) – ambos com arroz de brócolis – e a picanha na brasa com farofa de ovos (R$ 165,00); todos para duas pessoas. A oferta de vinhos é outro ponto forte. Na unidade da Asbac, a adega reúne 1 400 rótulos. No ParkShopping e no Pátio Brasil, os restaurantes funcionam em sistema de bufê. Setor de Clubes Esportivos Sul (Asbac), trecho 2, conjunto 31, 3226-2005 (220 lugares). 12h/0h (sáb. até 1h; dom. só almoço até 17h). Mais três endereços. Aberto em 1988. $$$.

Dona Lenha

Embora bem variado, o menu da marca deixa evidente a forte influência da cozinha mediterrânea. Ela aparece em alguns dos pratos mais populares, como o filé de peixe assado em forno à lenha com azeite de limão, molho de alcachofra e arroz negro perfumado (R$ 53,00). Entre as pizzas de massa fina, assadas em forno a lenha, a turca leva kafta de picanha com especiarias turcas, mussarela e hortelã (R$ 35,00; individual). A partir das 18 horas, o Festival de Tapas oferece um rodízio de quinze receitas (R$ 57,00). 202 Sul, bloco C, loja 36, 3322-1234 (90 lugares). 12h/0h (dom. até 23h). Mais três endereços. Aberto em 1997. $$$.

Dudu Bar

Em ambas as unidades, a varanda tem clima descontraído e animação garantida por DJs – nos salões internos, o ambiente ganha tons mais intimistas e formais. A porção de bolinho de arroz (R$ 42,20) pode valer como petisco ou anteceder um prato, a exemplo do queck-queck (pato em duas texturas ao molho de frutas vermelhas com vinho do porto, acompanhado de risoto de queijo grana padano e gengibre, R$ 92,90). 303 Sul, bloco A, loja 3, 3323-8082 (150 lugares). 12h/15h e 18h/0h (qui. 12h/15h e 18h/1h; sex. e sáb. 12h/2h; dom. 12h/17h). QI 11, bloco I, loja 40/46, Lago Sul, 3248-0184 (200 lugares). 12h/15h e 18h/0h (sex. e sáb. sem intervalo até 2h; dom. sem intervalo até 0h; fecha seg.). Aberto em 2003. $$$$

EAT Olivae

Desde que abriu as portas, a casa vem sendo reinventada pelas mãos do seu proprietário e chef Agenor Maia – inclusive, com o acréscimo do termo EAT ao nome original. Hoje, Maia foca mais em bases italianas, com uso de produtos regionais e pitadas autorais. Dessa forma, prepara receitas como o espaguete de palmito pupunha com camarão salteado na manteiga (R$ 64,00) e a porchetta cozida com crosta de pururuca crocante e farofa de castanhas, acompanhada de salada e musseline de cará (R$ 78,00). No almoço, o menu de três etapas sai a R$ 64,00. 405 Sul, bloco B, loja 2, 3443-8775 (60 lugares). 12h/15h e 19h/23h (dom. só almoço; fecha seg.). Aberto em 2013. $$$

Fred

Embora se classifique como restaurante alemão, tem um cardápio sem fronteiras. Nele, especialidades germânicas, como o eisbein (joelho de porco com chucrute e batata sautée, R$ 89,00), dividem espaço com o francês steak au poivre vert (R$ 59,00) e com o bacalhau à espanhola (R$ 98,00, para dois). O prato mais famoso do Fred, no entanto, é o brasileiríssimo picadinho, acompanhado de arroz, ovo poché, farofa de pão e banana à milanesa (R$ 56,00, em porção individual, ou R$ 94,00, para duas pessoas). 405 Sul, bloco B, loja 10, 3443-1450 (240 lugares). 12h/15h e 19h/23h30 (sáb. 12h/16h e 19h/0h; dom. só almoço até 16h; seg. só almoço até 15h). Aberto em 1991. $$

Grand Bistrô Paris 6

A unidade brasiliense segue à risca, no ambiente e no cardápio, as demais casas da rede, que começou em São Paulo, em 2006, e hoje está presente em outras quatro cidades brasileiras e em Miami. Decorada como clássico bistrô francês, traz no extenso menu pratos com nomes de celebridades, a exemplo dos crevettes à provençale a Bruno Gagliasso (camarão-rosa grelhado sobre arroz provençal com cogumelo, tomate concassé e molho de manteiga e vinho branco, R$ 97,00). Para sobremesa, são famosas as versões do grand gâteau, bolo de chocolate quente acrescido de um picolé e coberto por caldas e farelos variados (R$ 36,00 a R$ 38,00). Shopping ID, Setor Comercial Norte, 3037-3437 (235 lugares). 11h/0h (sex. e sáb., até 2h). Aberto em 2017. $$$$

Grand Cru

Continua após a publicidade

A combinação entre vinho e comida não rende bons momentos apenas nas refeições. Ela também é capaz de criar negócios de sucesso, como este restaurante, que figura no time dos melhores da capital. No salão interno da casa, os clientes, envolvidos pelas estantes que abrigam a coleção de 900 rótulos de vinho, podem pedir a bebida pela carta, pegar uma garrafa diretamente nas prateleiras ou requisitar a ajuda de um sommelier. Tudo é feito para facilitar a escolha do vinho que melhor acompanhe as receitas criadas pelos chefs Alexandre Aroucha e Leônidas Neto. Com a participação dos sócios Fernando Rodrigues e Deise Lima, a dupla assina o enxuto cardápio de leve acento contemporâneo. Nele se encontram sugestões diferentes para almoço e jantar, que são renovadas a cada três meses. Entre os pratos da casa, o turnedô de filé-mignon ao molho de tutano, servido com espinafre e cogumelos recheados de queijo de cabra (R$ 87,00), vai bem com o vinho francês Moulin d’Issan 2014 (R$ 239,00). Opção mais leve, o lombo de bacalhau com purê de taioba e salada quente de grão-de-bico (R$ 123,00) pode fazer par com o tinto português Churchill’s Meio Queijo 2014 (R$ 119,00). A Segunda Harmonizada vale só para o jantar desse dia da semana: menu completo por R$ 128,00 mais um preço variável para a seleção de vinhos em taça (R$ 80,00 a R$ 100,00). QI 9/11, conjunto L, loja 6, Lago Sul, 3368-6868 (80 lugares). 12h/0h30 (fecha dom.). Aberto em 2005. $$$$

La Tambouille

Desde janeiro de 2018, o chef Kenis Henon é quem responde pela cozinha do restaurante da marca criada por Giancarlo Bolla em São Paulo. Com a chegada de Henon, o cardápio franco-italiano (com ênfase na culinária da bota) passou por algumas mudanças, trazendo novidades como o polvo com homus e frutas cítricas (R$ 51,00), entre as entradas, e o agnolotti de vitelo com manteiga, sálvia e o caldo da carne (R$ 68,00), na lista dos principais. De segunda a sexta, no almoço, o menu mezzogiorno (entrada, prato principal e sobremesa) custa R$ 54,90. ParkShopping, Espaço Gourmet, Guará, 3047-5925 (94 lugares). 12h/23h (sex. e sáb. até 0h; dom. só almoço até 18h). Aberto em 2011. $$$$

Lago

O mais novo restaurante de Marcelo Petrarca procura se diferenciar da outra casa do chef, o Bloco C, com cardápio distinto, ambiente mais amplo e ousado – com direito a uma mesa coletiva – e foco especial na carta de drinques. Um mix de vodca, suco de limão, água de flor de laranjeira, licor Cointreau e folha de pitanga resulta no pitanga flower (R$ 31,00). Dentro do menu, há clássicos com alguns toques pessoais, a exemplo do bife wellington, que vem acompanhado de purê do chef (R$ 84,00), e do cacio e pepe da casa: rigatoni com creme de pecorino e pimenta moída (R$ 74,00). QI 5, conjunto 9, bloco D, lojas 1 a 3, Lago Sul, 3553-9077 (120 lugares). 12h/15h30 e 19h/23h30 (sex. e sáb. 12h/1h; dom. só almoço até 17h; fecha seg.). Aberto em 2017. $$$$

Lake’s

Muito frequentado por parlamentares, advogados e jornalistas, tem menu assinado pela chef Andréa Munhoz. Os grelhados na brasa são uma especialidade do endereço, mas dividem espaço com uma seleção de pratos da cozinha brasileira e do mundo. Entre os destaques estão o filé de cordeiro com nhoque de batata-baroa e cogumelos (R$ 98,00) e o confit de pato ao molho de frutas vermelhas com brandade de aipim (R$ 87,00). As sobremesas também seguem uma linha mais clássica, a exemplo da musse de chocolate com morango (R$ 18,00). 402 Sul, bloco C, loja 15, 3323-1029 (120 lugares). 12h/0h (dom. só almoço até 17h30). Aberto em 2003. $$$$

 Le Bistrot 207

Pequeno e aconchegante, está discretamente localizado na galeria de um prédio de escritórios. Ali, a chef Cristina Kimaid e sua sócia Raquel Pacheco oferecem um menu diferente a cada dia. As sugestões da cozinha são limitadas a uma entrada, três opções de prato principal e uma de sobremesa (R$ 42,00 a R$ 70,00 por pessoa). Costelinha suína ao barbecue com batata, peito de pato ao molho de maracujá com arroz vermelho e risoto de galinhada com pipoca de quiabo e crispy de couve figuram entre as receitas que aparecem na lousa. Setor Comercial Norte, quadra 1, bloco F, Edifício América Office Tower, loja 207, 3034-2411 (20 lugares). 12h/15h (fecha dom.). Aberto em 2016. $

Le Jardin du Golf

O ambiente bucólico, cercado pelo verde do Clube de Golfe, é um dos atrativos da casa. Na cozinha, receitas franco-italianas ganham toques brasileiros em preparos como o da coxa e sobrecoxa de pato confitadas com maçã verde, ervas, especiarias, molho de jabuticaba e musseline de cará (R$ 105,00). As referências nacionais atingem o seu auge nos almoços de sábado, quando a feijoada completa faz sucesso nas mesas (R$ 80,00 por pessoa; incluindo petiscos, batida de limão e bufê de sobremesas). Setor de Clubes Esportivos Sul, trecho 2, lote 17, 3321-2040/98548-1638 (150 lugares). 12h/0h (sáb. até 1h; dom. só almoço até 17h). Aberto em 2010. $$$

Marietta Café

Continua após a publicidade

Uma lanchonete do Conjunto Nacional deu início, nos anos 1980, à trajetória do Marietta, hoje uma rede com cinco cafés-restaurantes, além de pontos de fast-food. O cardápio destaca refeições leves, como a salada que pode ser montada ao gosto do cliente (oito itens, um molho e até dois temperos, R$ 34,80). Nas outras quatro unidades da rede (CasaPark, Parking Shopping, Terrraço Shopping e QI 09 Lago Sul), é servido o bufê composto por doze saladas e mais doze pratos quentes, paga-se R$ 53,90 por pessoa. Entre os tradicionais sanduíches que deram fama à marca, está o de atum com ovo cozido (R$ 19,00), acompanhado de salada. Os preços podem ter pequenas variações de uma unidade para outra. 409 Sul, bloco D, loja 36, 3242-1027 (100 lugares). 11h30/23h (sex. e sáb. até 0h). Mais quatro endereços. Aberto em 1982. $

Nebbiolo

O nome remete a uma famosa uva do Norte da Itália, mas o menu tem abrangência menos específica. No almoço, o trio com entrada, prato e sobremesa muda quinzenalmente (R$ 55,00 ou R$ 75,00, com taça de vinho incluída). À la carte, há coelho confitado, guarnecido de aligot de sêmola e croûtons de presunto parma (R$ 90,00), e paella valenciana (R$ 158,00, para duas pessoas). Opção doce perfeita para mesas maiores, o pot-pourri mix (R$ 48,00) traz um pouco de cada uma das sobremesas da casa – entre elas, o chocolate em texturas, com bolo, semifredo e sorvete. 409 Sul, bloco D, loja 30, 2099-6640 (80 lugares). 12h/0h (dom. só almoço até 16h30; seg. só almoço 12h/15h ). Aberto em 2016. $$$

N.O.A.H. – Eat Drink Fun

Os sócios Diogo Assis Brito, Thiago e Rafael Madeira idealizaram o Noah como um lounge, com ambiente moderninho e descontraído, onde a refeição é associada à diversão, embalada por música ao vivo ou tocada por DJs. Entre os carros-chefes do menu, estão o filé ao molho noah com crosta de rapadura, acompanhado de fettuccine ao molho bechamel e farofa de panko com lascas de bacon (R$ 73,00), e o risoto de camarão, morango e manjericão servido em abacaxi assado (R$ 71,00). Tem ampla carta de drinques. 408 Sul, bloco C, loja 25, 3548-7988 (160 lugares). 18h/23h45 (dom. 12h/23h). Aberto em 2016. $$$

Nossa Cozinha Bistrô

Ambiente romântico, ares parisienses e preços módicos são atrativos deste endereço. Na cozinha do chef Alexandre Albanese, referências culinárias americanas e caribenhas aparecem com força, mas elas se fundem a preparos de outros lugares do mundo, como o risoto de camarão (R$ 62,00). Sobremesa mais famosa do menu, a cheesecake (R$ 16,50, a fatia) pode vir com calda de morango, goiaba, chocolate ou doce de leite. O primeiro copo de água aromatizada é uma cortesia da casa. 402 Norte, bloco C, loja 60, 3326-5207 (80 lugares). 11h30/14h30 e 19h30/23h (sex. jantar até 0h; sáb. almoço até 15h e jantar até 0h; fecha dom.). Aberto em 2011. $

Oliver

Promove um passeio pela culinária europeia com toques de brasilidade. O jantar pode começar com bolinhos de bacalhau (R$ 39,00, cinco unidades), passar por um italianíssimo risoto com cogumelos porcini (R$ 49,00) e terminar à francesa, com um petit gâteau de chocolate (R$ 21,00). O acento brasileiro surge em receitas como o pirarucu santarém (peixe grelhado com purê de cará, vinagrete de feijão-manteiga e crispy de couve, R$ 89,00). Nos almoços de sexta a domingo, a paella é uma tradição da casa. Clube de Golfe de Brasília, Setor de Clubes Esportivos Sul, trecho 2, lote 17,3323-5961 (150 lugares). 12h/0h (sex. e sáb. até 1h; dom. só almoço até 17h). Aberto em 2005. $$$$

Piantas Bistrô

Durante o dia, abre como loja de vinhos. À noite, funciona como um bistrô, propondo a harmonização de um diversificado cardápio com alguns dos 400 rótulos disponíveis nas prateleiras. O polvo assado com aspargos, batatas e azeitonas (R$ 129,00), por exemplo, pode ir bem com o vinho branco chileno Pirca Gran Reserva Chardonnay (R$ 126,00). Já o bife de chorizo ao molho chimichurri (R$ 105,00) harmoniza com o Marcelo Pelleriti Reserve Cabernet Sauvignon (R$ 188,00), um argentino de Mendoza. A casa dispensa a taxa de rolha às segundas e aos sábados (nos outros dias, cobra R$ 50,00). 403 Sul, bloco D, loja 34,3226-6800 (120 lugares). Loja de vinhos: 9h/0h (fecha dom.); restaurante: 19h/0h (fecha dom.). Aberto em 2015. $$$

Piantella

Continua após a publicidade

Um dos restaurantes mais tradicionais de Brasília – e ponto de encontro de políticos do governo e da oposição –, soma quatro décadas de história. São clássicos da casa o steak à moscovita (filé flambado na vodca, com mostarda e molho branco, acompanhado de batata dauphine; R$ 124,00) e o robalo grelhado com crosta de amêndoas, escoltado por purê de batata-baroa (R$ 85,00). Também goza de boa fama a feijoada servida aos sábados (R$ 79,00 por pessoa), com receita do chef Agenor Gomes. 202 Sul, bloco A, loja 34, 3224-9408 (140 lugares). 12h/15h30 e 19h/0h (dom. só almoço até 17h). Aberto em 1977. $$$$

Restaurante-escola Senac (Senado Federal)

Embora seja conhecido como Restaurante dos Senadores, costuma ser frequentado, também, por servidores, deputados e turistas. O cardápio é enxuto e muda a cada dia, sempre com duas opções de entrada, três de prato principal e duas de sobremesa (R$ 45,00 o menu completo). Da cozinha dirigida pelo chef André Marques, saem receitas clássicas, como o filé à oswaldo aranha, o boeuf bourguignon e a moqueca capixaba. Um charme do lugar são as janelas circulares voltadas para a Praça dos Três Poderes. Praça dos Três Poderes, Senado Federal, Anexo II, 3226-7512 (147 lugares). 12h/15h (fecha sáb. e dom.). Aberto em 2013. $

Roma

Aberto no mesmo ano da inauguração de Brasília, o Roma faz parte da história e da memória afetiva da cidade. Uma das razões para isso é o filé à parmigiana da casa (R$ 113,90, para duas pessoas), incluído no cardápio pelo chef Otávio Nunes da Silva, comandante da cozinha desde 1967. De segunda a sexta, no almoço, o prato é servido em sistema de rodízio (R$ 49,90): o cliente escolhe entre filé-mignon e filé de frango e pode substituir as guarnições tradicionais (arroz e fritas) por purê, espaguete, talharim ou nhoque. 511 Sul, bloco B, loja 61, 3346-4030 (140 lugares). 11h30/15h e 18h30/0h (sáb. e feriados 11h30/17h e 18h30/0h; dom. só almoço até 17h). Aberto em 1960. $$

Sallva

O chef Lui Veronese comanda a cozinha desse restaurante de forte base italiana e pitadas de outras influências culinárias. Chama a atenção no cardápio a longa lista de comidinhas para compartilhar, a exemplo a burrata com figos e presunto de parma crocante (R$ 65,00). O salmão com gergelim, confit de sweet grape e risoto de alho-poró (R$ 79,00) e a costeleta de porco glaceada e salada da horta (R$ 85,00) aparecem entre os principais. No menu executivo sempre há duas opções de entrada, duas de principal e uma de sobremesa (R$ 54,00 as três etapas). Pontão do Lago Sul, Setor de Habitações Individuais Sul, QL 10, 3522-4352 (250 lugares). 12h/0h (sex. até 1h; sáb. 9h/1h; dom. 9h/0h). Aberto em 2016. $$$$

Santé 13

Em atmosfera romântica, reforçada pela iluminação na varanda, serve pratos como o carré de cordeiro grelhado. Envolto em mel, mostarda à l’ancienne, crosta de pães e molho de cerveja escura e ervas, ele acompanha risoto de hortelã, chutney de abacaxi com maracujá e chips de inhame (R$ 94,00). De segunda a sábado, entre 15 e 19 horas, a casa oferece dose dupla de drinques, 50% de desconto na segunda garrafa de alguns vinhos e três entradas exclusivas para este período, por R$ 16,90 cada uma. 413 Norte, bloco A, loja 40, 3037-2132 (80 lugares). 12h/23h 12h/0h (qui. até 0h, sex. e sáb. até 1h,dom. só almoço até 17h). Aberto em 2012. $$$

Tio Armênio

A marca pernambucana tem dez unidades espalhadas pelo país. Sua proposta é oferecer um cardápio baseado em preparos tradicionais das culinárias portuguesa e brasileira. Entre os destaques lusitanos, constam o arroz de pato com chouriço (R$ 33,00) e o polvo à lagareiro, servido com batata ao murro, brócolis e azeitona (R$ 58,00). À noite, a casa ganha um ar mais informal. Nesse período, petiscos com sabores nacionais, como a coxinha de galinha (R$ 9,00 a unidade) e a casquinha de caranguejo (R$ 18,00, três unidades), marcam presença nas mesas. 406 Sul, bloco D, loja 35, 3879-1600 (130 lugares). 12h/0h (sex. até 1h; sáb. 11h30/1h; dom. até 23h). Aberto em 2018. $

Publicidade