Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obras raras de Portinari vão à venda em leilão que pode arrecadar R$ 9 milhões

Evento na Canvas Galeria, em São Paulo, vai trazer mais de 130 peças de artistas brasileiros em 10 de novembro

A matriz da Canvas Galeria de Arte, em São Paulo, vai trazer mais de 130 peças de artistas brasileiros para seu último leilão do ano, em 10 de novembro, em um evento que pode arrecadar 9 milhões de reais. Entre elas, estão três desenhos raros de Candido Portinari, que devem ser vendidos por, no mínimo, 392 000 reais, no total: Pampulha (valor inicial de 218 500 reais), Bandeirantes (78 500 reais) e Colheita de Milho (95 000 reais).

Leia também:

Obras de Portinari, Tomie Ohtake e Alfredo Volpi vão a leilão em SP

Vendas a prazo e descontos salvam ArtRio da crise

Tela de Guignard se torna a mais cara de um brasileiro a ser leiloada

Além dos desenhos, outras cinco obras de Portinari e peças de nomes como a japonesa naturalizada brasileira Tomie Ohtake, o cearense Aldemir Martins e o paulista José Pancetti vão a leilão no mesmo dia, a partir das 21h15. A peça com valor inicial mais alto, Jacarandá, do potiguar Abraham Palatnik, deve ser vendida por pelo menos 525 000 reais.

As obras poderão ser conferidas antes do leilão em duas exposições gratuitas e abertas ao público. Primeiro, ela passa pela Canvas do Rio de Janeiro (avenida Atlântica, 4.240, Lj 303), entre 27 e 31 de outubro, e depois vai para a matriz em São Paulo (avenida Europa, 715), onde fica em exibição entre 3 e 10 de novembro, data do leilão.

(Da redação)