Clique e assine com 88% de desconto

Obra de Volpi avaliada em R$ 400 000 é roubada em SP

Quadro do modernista brasileiro desapareceu de apartamento da herdeira do ex-ministro da Justiça e colecionador Oscar Pedroso Horta

Por Da Redação - 28 nov 2014, 12h54

Uma tela assinada pelo pintor Alfredo Volpi (1896-1988) na década de 1960 e avaliada em 400.000 reais foi roubada de um apartamento em São Paulo. Parte da coleção do ex-ministro da Justiça Oscar Pedroso Horta, o quadro estava na casa de sua filha Marcia Pedroso Horta, 81 anos, que há meses tem passado períodos de internação no hospital, deixando a residência vazia. A família acredita que o furto tenha acontecido em meados de outubro.

Tela 'Bandeirinhas', de Alfredo Volpi
Tela ‘Bandeirinhas’, de Alfredo Volpi VEJA

Quem sentiu falta da obra foi a neta de Marcia, a atriz Camila Thiré, que fez um boletim de ocorrência na segunda-feira , na 15ª Delegacia de Polícia de São Paulo. “Acredito que a pessoa teve acesso ao apartamento, pois não havia nenhum sinal de arrombamento”, conta. Segundo ela, o quadro era mantido e um local reservado da residência.

A tela Bandeirinhas, uma têmpera sobre cartão de 33,5 x 24 cm, está inscrita no Instituto Volpi, que tem ajudado Camila no processo de recuperação da tela. Esta é a 48ª obra de Volpi registrada como roubada pelo Instituto. “O Instituto está me dando todo suporte e apoio possíveis”, diz Camila.

Nesta semana, outro Volpi também foi notícia. O quadro Bandeirinhas com Mastros foi a leilão na noite de terça-feira pela Canvas Galeria de Arte, na capital paulista, e acabou arrematado pelo lance mínimo de 2 milhões de reais por um empresário de São Paulo. O quadro não era visto em público desde a retrospectiva dedicada ao pintor modernista pela galeria Almeida & Dale, em março.

Publicidade

Leia também:

MAC recebe telas de Alfredo Volpi estimadas em R$ 12 mi

Publicidade