Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘O show tem que continuar’, diz diretor da Liesa após acidente

Socorro das vítimas teve de ser feito enquanto as alas passavam. Elmo dos Santos afirma que regulamento não permite interrupção do desfile

Apesar de toda a dificuldade que os bombeiros tiveram para prestar o socorro às pelo menos 16 vítimas que se feriram no acidente do segundo carro da Unidos da Tijuca, a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) não viu motivos para interromper o desfile da escola. No setor 1, os socorristas ficaram imprensados entre as alas que passavam para continuar o desfile e as centenas de pessoas credenciadas que ocupavam a pista de entrada da Marquês de Sapucaí. Até mesmo as ambulâncias tinham dificuldade de acessar o local do acidente.

Elmo José dos Santos, diretor da Liesa, disse que o regulamento não autoriza que o desfile pare: “Não prejudicou em nada o atendimento. Os bombeiros estavam atendendo do lado. Além disso, o regulamento é claro e diz que não pode parar o desfile. É como um carro quebrado. Ele fica e a escola passa. O show tem que continuar”, disse ao site de VEJA, sem citar o artigo do regulamento.

Pelo menos 16 pessoas ficaram feridas com a queda do terceiro andar do segundo carro da Tijuca. Pelo menos duas foram levadas em estado grave. Na noite anterior, o último carro da Paraíso do Tuiuti atropelou 20 pessoas, ferindo três gravemente. O desfile também não parou.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. O regulamento nao autoriza que o desfile pare nem em caso de acidente! Esse é o valor da vida! VERGONHA!

    Curtir

  2. Priscila Dias

    Brasil o país dos sem
    Noção .

    Curtir

  3. Guilherme Arb

    Essa liga e essa elmo são bandidos e criminosos, deveriam punir essa liga e prender esse tal de elmo……mas, estamos no brasil!

    Curtir

  4. Wilson Pestano

    Boa Elmo: assim vc vai passar o próximo Carnaval em Bangu

    Curtir