Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O mundo da moda lamenta a morte de Lagerfeld: ‘um verdadeiro gênio’

O diretor criativo da Chanel morreu nesta terça-feira, aos 85 anos, em Paris

O diretor criativo da ChanelKarl Lagerfeld, morreu nesta terça-feira, 19, aos 85 anos de idade. A causa da morte ainda não foi divulgada, mas as especulações sobre a saúde do estilista começaram a surgir já no último mês, quando ele não compareceu a um desfile da marca francesa na cidade de Paris.

Em um comunicado oficial, o CEO da Chanel, Alain Wertheimer, disse que “graças a sua criatividade, generosidade e intuição excepcional, Karl Lagerfeld estava a frente de seu tempo, o que contribuiu para o sucesso da Chanel por todo o mundo”. “Hoje, não perdemos apenas um amigo, mas perdemos também uma mente extraordinária a quem dei carta branca para reinventar nossa identidade no início dos anos 1980”, completou.

Nas redes sociais, personalidades do mundo da moda e algumas das musas da Chanel também lamentaram a morte de Lagerfeld e destacaram sua contribuição para a alta costura.

A designer italiana Donatella Versace compartilhou uma foto ao lado do estilista alemão exaltando o impacto pessoal de sua obra. “Sua genialidade tocou muitas pessoas, especialmente a mim e a Gianni. Nunca esqueceremos seu incrível talento e inspiração infinita. Estávamos sempre aprendendo com você”, escreveu Donatella, mencionando o irmão Gianni Versace, fundador da grife que leva o nome da família, morto em 1997.

 

Victoria Beckham, que lançou ontem sua coleção na Semana de Moda de Londres, também repercutiu a morte de Karl. Em sua conta no Instagram ela disse que o diretor criativo da Chanel “era um gênio” e agradeceu por “ele ter sempre sido tão gentil e generoso, tanto profissionalmente quanto pessoalmente.”

A cantora Lily Allen, figura frequente na primeira fileira dos desfiles da grife, também agradeceu Lagerfeld e reforçou sua genialidade. A britânica foi estrela de campanhas da Chanel e lembrou de como o estilista fez com que ela “se sentisse como uma princesa”. “Nunca entendi muito bem o que você viu em mim mas sou grata pelo apoio que você e a Chanel me deram nos últimos 15 anos.”

A atriz americana Diane Kruger, conhecida por seu papel no filme Bastardos Inglórios, também elogiou a gentileza do estilista, reforçando a versão de Karl que se opõe às suas declarações polêmicas. Kruger ainda contou que estava indo para a França esta semana para apresentara sua filha, nascida em novembro do ano passado, ao designer alemão: “estou de coração partido por ter me atrasado.”

A Chanel já anunciou que a sucessora do designer será Virginie Viard, diretora do estúdio de criação da grife. Braço-direito de Lagerfeld, Virginie trabalhava com ele desde 1987. Ela ainda não se pronunciou individualmente sobre a morte. O estilista também era diretor criativo da grife italiana Fendi que agradeceu ao alemão pela “mais bela jornada.”