Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Novo ‘Caça-Fantasmas’ fracassa: férias escolares ou machismo?

Filme fica atrás de produções voltadas para a garotada, como 'Procurando Dory' e 'Carrossel 2'

Por Da redação - Atualizado em 18 jul 2016, 14h23 - Publicado em 18 jul 2016, 10h56

Tanto falatório em torno de Caça-Fantasmas parece não ter contribuído para uma boa performance do longa no cinema — ou talvez tenha até prejudicado o desempenho do filme, que estreou nos Estados Unidos em segundo lugar e, no Brasil, na mísera quarta posição em bilheteria. A produção, que vinha encarando narizes torcidos por ter um quarteto feminino à frente, em vez de Bill Murray e companhia, pode ter sido prejudicada pr aquilo que a equipe do filme tem chamado de “machismo” de antigos fãs conservadores. Ou simplesmente pelas férias escolares, visto que, tanto nos EUA como aqui, o longa perdeu para filmes que fazem a alegria da criançada.

LEIA TAMBÉM:
‘Caça-Fantasmas’ honra espírito(s) dos filmes originais
Dory prova que é a melhor personagem da franquia ‘Nemo’
IMPERDÍVEL – ‘A Era do Gelo’ retorna mirabolante
‘Carrossel 2’ traz trama mais próxima da pré-adolescência

No circuito americano, Caça-Fantasmas ficou atrás de Pets: A Vida Secreta dos Bichos, animação da Universal Pictures prevista para o fim de agosto no Brasil. Já no circuito nacional, o remake perdeu para Procurando DoryEra do Gelo 5 e Carrossel 2, todos voltados para o público infantojuvenil.

Nos EUA, o longa faturou 46 milhões de dólares neste primeiro fim de semana. A receita arrecadada no Brasil ainda não foi divulgada. No mundo todo, o filme fez 65 milhões de dólares. Seu orçamento é de 144 milhões de dólares.

Publicidade

 

Publicidade