Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Não sei o que é ser feliz com um homem’, afirma Lady Gaga

Nova York, 1 dez (EFE).- A cantora Lady Gaga declarou que ainda não foi capaz de ‘se sentir feliz ao lado de um homem’ e que sua personalidade intimida mais do que seu poder aquisitivo, em entrevista à última edição da revista ‘Vanity Fair’ que pode ser parcialmente conferida em seu site nesta quinta-feira.

‘Nunca me senti apreciada de verdade por um amante’, disse Gaga durante a entrevista na qual revelou suas histórias de amor e sobre como seu trabalho e sua criatividade influenciam elas.

Steffani Germanotta, de 25 anos explicou que suas relações sentimentais com ‘gente criativa’ costumam começar bem. ‘A princípio existe a atração, tudo são unicórnios e arco íris, e depois me odeiam’, contou.

No entanto, a intérprete de sucessos como ‘Bad Romance’ e ‘Born This Way’ afirmou que nunca sacrificará sua criatividade, mesmo que isto atrapalhe sua vida amorosa. ‘Se me sento ao piano, escrevo uma canção e a toco, (eles) ficam entendiados pela maneira rápida e natural como ela sai de mim. Sou como sou e não vou pedir desculpas por isso’, comentou.

Sobre casamento, a cantora disse que depois que deixou de sair com algumas de seus parceiros, estes a pediram em casamento. ‘Que romântico, imbecil. Claro, você põe um anel no meu dedo e tudo ficará melhor. Eu posso comprar um anel!’, lamentou.

A compositora, que disse ter encontrado refúgio em suas criações em momentos difíceis, revelou que quando está ‘brigando com alguém em uma relação’ procura refletir sobre o que pensariam seus fãs sobre ela e seu trabalho caso soubessem de um romance seu que acabasse depois.

A entrevista chegará completa às bancas em janeiro e virá acompanhada de um ensaio fotográfico assinado por Annie Leibovitz no qual Lady Gaga posa nua diante da câmara.

Segundo a publicação, Lady Gaga gravará nos próximos dias um vídeo para a canção ‘Marry the Night’, que inclui uma cena em um hospital na qual aparece ferida e que segundo ela é seu trabalho ‘mais pessoal’ até o momento. EFE