Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Não discuto sobre meu dinheiro’, diz Maitê Proença

A atriz fala sobre pensão que recebe do governo por ser filha solteira de pai desembargador já falecido

A atriz Maitê Proença apareceu recentemente em um lista de mulheres beneficiadas por pensão paga pelo governo a filhas solteiras de determinados funcionários públicos. Ela recebe o benefício desde 1989, quando morreu seu pai, o desembargador Eduardo Gallo. Nesta sexta, durante o programa Mariana Godoy Entrevista, da Rede TV!, a atriz falou sobre o assunto, depois que um telespectador abordou a questão. “Esse benefício – que dizem que era de militar, mas meu pai nunca foi militar – ele pagou a vida inteira, então está pago. Saiu do salário dele mensalmente, foi um benefício pago pelo imposto, pelo imposto específico para isso”, respondeu.

A atriz também foi curta quando questionada sobre o que faz com o dinheiro recebido. “Não vou discutir sobre a minha vida privada e sobre o que faço com o dinheiro. Ele (telespectador) não sabe se faço caridade ou não, se pego esse dinheiro e dou para alguém, ele não sabe nada”.

O benefício da pensão é dado pelo governo do Estado de São Paulo. Maitê tem direito à pensão porque nunca se casou no papel. Ela chegou a perder o benefício na Justiça, porque vivia um relacionamento estável. Mas entrou com um recurso e reverteu a decisão.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Pacífico Guerra

    Agora essa é demais, ela deixar de casar ou constituir uma família só por causa de uma pensão imoral?

    Curtir

  2. Flavio Meleiro

    Pensão a Maitê, e sim imoral, mais um penduricalho criado na calada da noite, talvez na época da ditadura ou antes,. Todo mundo sabe que ela manteve união estável por anos com varios homens portanto deveria ter perdido esse direito. Ei srs Juízes como fica isto? Dois pesos duas medidas ….

    Curtir

  3. CARLOS E. S. GUEDES

    Vocês não tem ideia sobre o número de filhas que não casam no papel para fazer uso desse dinheiro vergonhoso. E essa Maitê ainda prega moralidade …..

    Curtir

  4. wilson domingos da costa

    Como assim? Dinheiro dela, como? O dinheiro é nosso, minha santa. Imoral e vergonhoso receber esse dinheiro que, repito, é nosso.

    Curtir

  5. Napoleao Gomes

    A questão aqui não é sobre o SEU dinheiro, é sobre o MEU dinheiro e a imoralidade das leis!

    Curtir