Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Música e cinema: conheça os filmes em que David Bowie atuou

Ao longo de sua vida, o cantor britânico participou de diversos longas, como 'Labirinto - A Magia do Tempo'

Além de ser um dos maiores nomes da música mundial, David Bowie, morto neste domingo, tinha uma relação estreita com o cinema. O britânico compôs a trilha sonora de filmes como A Marca da Pantera (1982), além de séries de TV como The Last Panthers, lançada no ano passado. Bowie ainda atuou em algumas produções ao longo de sua carreira. Ele estreou como ator de cinema em 1976, quando viveu um alienígena em O Homem que Caiu na Terra; fez uma participação em A Última Tentação de Cristo (1988), de Martin Scorsese, e deu vida a Jareth, o rei dos duendes, no clássico O Labirinto – A Magia do Tempo (1986). Abaixo, confira a trajetória do músico nas telonas:

LEIA TAMBÉM:

Bowie: sumiço nos anos 2000 levantou hipóteses sobre sua saúde

Músico britânico David Bowie morre aos 69 anos

Dez hits de David Bowie, o músico camaleônico

‘O Homem que Caiu na Terra’ (1976)

Em sua estreia no cinema, Bowie viveu o alienígena Thomas Jerome Newton, que cai na Terra em busca de água para seu planeta. Ele então funda uma companhia para conseguir dinheiro e construir uma nave, com a qual ele voltará para casa e salvará seu povo. No meio do caminho, entretanto, Mary-Lou (Candy Clark), uma terráquea, se apaixona pelo alien sem saber que ele não é humano.

‘Somente um Gigolô’ (1978)

No longa, David Bowie viveu Paul Ambrosius von Przygodski, um herói de guerra que, ao retornar a Berlim, tem dificuldades para conseguir emprego por conta de sua falta de habilidade fora do exército. Ele então se torna um gigolô em um bordel da cidade.

‘Furyo, em Nome da Honra’ (1983)

O filma narra a história de um soldado britânico, Jack (David Bowie), que acaba sequestrado pelos japoneses na Segunda Guerra Mundial e se recusa a obedecer às ordens do Capitão Yonoi (Ryuichi Sakamoto). A situação começa a enfurecer Yonoi, que usa outro prisioneiro inglês, John Lawrence (Tom Conti), que fala japonês fluentemente, para contornar a situação.

‘Fome de Viver’ (1983)

O longa trata de uma vampira egípcia, Miriam (Catherine Deneuve), que suga o sangue de seus amantes e os transforma em eternos jovens. Porém, ao se cansar deles, ela os mata. Ao descobrir que esse será seu destino, John (David Bowie) procura ajuda com a famosa Dr. Sarah Roberts (Susan Saradon), que tenta ajudá-lo a escapar com vida da situação.

‘Absolute Beginners’ (1986)

O musical foi uma adaptação do livro homônimo de Colin MacInnes, que tinha como pano de fundo a vida em Londres no final da década de 1950 e um romance entre o fotógrafo Colin (Eddie O’Connell) e uma modelo, Suzette (Patsy Kensit). David Bowie vive o ex-amante de uma colunista de fofocas na revista de moda que fotógrafo trabalha.

‘Labirinto – A Magia do Tempo’ (1986)

Essa é uma história sobre Sarah Williams (Jennifer Connelly), uma garota que precisa enfrentar um labirinto mágico para resgatar seu irmão mais novo, Toby Williams (Toby Froud), que foi sequestrado por um grupo de duendes. Se ela falhar na missão, Jareth, o rei desses seres fantásticos interpretado por Bowie, irá transformar o garoto em um deles.

‘A Última Tentação de Cristo’ (1988)

O filme, comandado por Martin Scorsese – que foi indicado ao Oscar de melhor diretor pela produção –, conta a jornada de Jesus Cristo (Willem Dafoe) até a crucificação. Bowie faz uma participação no longa como o líder romano Pôncio Pilatos. 

‘Basquiat – Traços de uma Vida’ (1996)

O filme conta a história do grafiteiro americano Jean-Michel Basquiat (Jeffrey Wright), que se tornou um famoso pintor neo-expressionista no país. Na trama, Bowie atua como o artista plástico Andy Warhol.