Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Moses Farrow defende o pai, Woody Allen, e acusa a mãe de agressão

Fotógrafo afirma que Mia Farrow era física e emocionalmente abusiva com seus filhos

Moses Farrow, filho de Woody Allen e Mia Farrow, defendeu o pai das acusações de abuso sexual e se voltou contra a mãe, afirmando que ela era física e emocionalmente abusiva com seus filhos. Em uma postagem em um blog, Moses afirma que chegou a ver alguns de seus irmãos “arrastados escada abaixo e atirados em um quarto ou closet, sendo trancados por fora”.

O terapeuta e fotógrafo afirma que Soon-Yi Previn, filha adotada de Mia, era “sua mais frequente válvula de escape”. “Quando Soon-Yi era jovem, Mia jogou um centro de mesa de porcelana em sua cabeça. Por sorte ela não acertou, mas os cacos foram parar na perna dela”, diz. “Anos depois, Mia bateu nela com um telefone.”

Soon-Yi teve um caso com Woody Allen enquanto o diretor ainda namorava sua mãe. Mia terminou o relacionamento com o cineasta em 1992, quando descobriu sobre a relação. Soon-Yi e Allen se casaram em 1997 e estão juntos até hoje.

Moses também foi adotado por Mia quando ela era solteira e depois por Allen, quando o diretor começou a namorar a atriz. O filho voltou a defender o pai das acusações de abuso sexual que Dylan, filha de Allen e Mia, fazem contra o cineasta há décadas. “Junto com cinco crianças, havia três adultos na casa, todos alertados por meses sobre como Woody era um monstro. Nenhum de nós teria deixado Dylan sair com Woody, nem se ele quisesse”, escreve Moses.

Dylan afirma que foi abusada pelo pai quando ela tinha 7 anos. Ela diz que Allen a levou para longe da vista das babás e tocou em suas partes íntimas. O diretor sempre negou as acusações e chegou a ser investigado, mas o caso foi arquivado.

No Twitter, Dylan respondeu ao texto do irmão, afirmando que ele é uma pessoa “problemática”. “Isso é uma tentativa de desviar as atenções de uma acusação crível de uma mulher adulta, tentando impugnar a minha mãe, que sempre apoiou a mim e aos meus irmãos. É facilmente refutado, contradiz suas próprias declarações feitas ao longo de anos, me machuca pessoalmente e é parte de um esforço maior para desacreditar o meu abuso.”