Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morrissey dispara contra príncipe William: ‘Hipócrita’

Em carta aberta, cantor acusou o principal herdeiro do trono britânico e seu irmão, Harry, de cinismo por participarem de campanha contra a caça ilegal de animais, apesar de serem adeptos da caça como esporte

O roqueiro Morrissey tem a língua solta. Não exatamente como Miley Cyrus, que adora expor as suas papilas gustativas para o mundo, mas como quem se deleita em dividir o que pensa. E desta vez sobrou para a família real britânica. Em carta aberta publicada no site True to You, o cantor acusou os príncipes William e Harry de cinismo no trato com os animais. O ex-líder dos Smiths chamou a atenção, principalmente, para o fato de William poder ser visto em uma caçada na Espanha um dia antes de discursar pela campanha “United for wildlife“, ação contra a caça ilegal que teve o principal herdeiro do trono britânico como convidado especial em evento nesta quarta-feira, em Londres.

“Um dia antes de fazer um apelo público pelo bem-estar animal (!), o príncipe William podia ser encontrado na Espanha (acompanhado do príncipe Harry), acertando e matando o maior número de veados e javalis que podiam!”, escreveu Morrissey na carta, postada no último domingo, dia 9, antes do evento da campanha. “Embora o discurso de William (sem dúvida escrito por seus relações públicas na Clarence House) deva se concentrar em espécies ameaçadas de extinção, é estúpido da parte do príncipe ignorar que animais como tigres e rinocerontes estão perto de desaparecer graças a pessoas como ele e seu irmão, que atiram neles fora do mapa — tudo em nome do esporte e abate.”

Em seguida, Morrissey sobe ainda mais o tom. “Devemos nos perguntar se qualquer forma de violência é aceitável para o establishment britânico”, diz, antes de lembrar que a caçada dos príncipes na Espanha foi provavelmente financiada a contragosto pelo contribuinte britânico e que a imprensa britânica é conivente com as atitudes da realeza, não importando o quão “hipócritas” esses atos possam ser.