Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre o ‘bruxo’ da TV Globo, Homero Icaza Sánchez

Consultor especializado em análise de pesquisas identificou oportunidades que renderam à emissora alguns de seus grandes sucessos

Morreu nesta quarta-feira, aos 86 anos, Homero Icaza Sánchez, consultor da TV Globo responsável por alguns dos maiores sucessos da emissora. Sánchez começou a trabalhar na Globo em 1971, como diretor do departamento de Análises e Pesquisas, onde demonstrou seu talento para interpretar os resultados das pesquisas. Sua sensibilidade para enxergar além dos números rendeu-lhe o apelido de “El Brujo”, o “Bruxo”, em espanhol. Foi ele quem identificou o nicho das novelas de época, inspiradas em clássicos da literatura brasileira, que em 1975 tornou-se a marca da novela das seis. Fora da dramaturgia, Sánchez foi o responsável pela antecipação do horário do Globo Repórter, das 23h para as 21h, o que firmou o programa como um sucesso de público.

Sanchez nasceu no Panamá, e chegou ao Rio de Janeiro em 1944, para estudar Direito, a convite do Itamaraty. Após a conclusão do curso, incentivado por um de seus professores, começou a trabalhar com uma nova técnica de pesquisa – a aferição da audiência a partir da aplicação de conceitos sociológicos. Em 1968, fundou o Instituto Técnico de Análises de Pesquisa e Estudos (Itape). O consultor ainda assumiu o posto de cônsul do Panamá no Rio de Janeiro por 18 anos e passou por universidades como professor de diferentes disciplinas.

O corpo de Homero Icaza Sánchez será cremado nesta quarta-feira, dia 31, às 15h, no Crematório do Caju (Rua Carlos Seidl, s/n Cajú).