Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre Magali Noel, musa de Fellini, aos 81 anos

Cantora e atriz francesa ficou famosa por filmes como 'A Doce Vida' e 'Amarcord'

A cantora e atriz francesa Magali Noel, que deu forma aos desejos sexuais de Federico Fellini em filmes como A Doce Vida (1960) e encarnou a sensual personagem de Gradisca em Amarcord (1973), morreu aos 81 anos, informou nesta terça-feira sua família. Prestes a completar 82, a artista, nascida na Turquia, em 1932, com o nome de Magali Noelle Guiffray, morreu no asilo onde morava na cidade de Chateauneuf-Grasse, no departamento Alpes Marítimos.

Magali estreou como cantora de cabaré e se lançou ao cinema nos anos 1950. Com cerca de 80 filmes em sua carreira, seu primeiro sucesso chegou em 1956 pelas mãos de Jean Renoir, em Estranhas Coisas de Paris, que lhe abriu um caminho artístico muito ligado ao cinema italiano de Giorgio Simonelli, Luciano Emmer, Giorgio Bianchi, e também com Constantin Costa-Gavras e Denis Parent, diretor de seu último filme, Rien que du Bonheur, em 2003.

Porém, Magali será sempre lembrada por dar vida a algumas das fantasias sexuais de Fellini, como a personagem Gradisca. Na França, é recordada, especialmente, por sua carreira paralela como cantora, graças à canção escrita por Boris Vian e composta por Alain Goraguer Fais-moi mal, Johnny. Durante mais de três décadas, ela interpretou essa canção – considerada por muitos a precursora do rock francês e cuja letra chegou a ser alvo de censura – junto ao pianista Hervé Sellin.

Magali se casou com o ator Jean-Pierre Bernard, com quem teve uma filha. Posteriormente, adotou outros duas crianças.

(Da redação com agência EFE)