Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Morre famoso crítico de cinema americano Roger Ebert

Aos 70 anos de idade, o jornalista lutava contra o câncer desde 2002 e já havia passado por diversas cirurgias que comprometeram seu sistema digestivo

Por Da Redação - 4 abr 2013, 17h46

O popular crítico de cinema Roger Ebert, 70 anos, faleceu nesta quinta-feira em Chicago, Illinois, nos Estados Unidos, de câncer na tireoide e das glândulas salivares, segundo noticiou o site do jornal The Chicago Sun-Times, veículo para o qual ele escreveu por 46 anos.

A batalha contra a doença começou em 2002 e após passar por diversas cirurgias ele perdeu a habilidade de falar, comer e beber. O crítico se alimentava através de uma sonda e tinha próteses na região do queixo que tentavam reconstituir a área do rosto que foi comprometida em 2006 por causa das operações. Mesmo enfrentando todas estas situações, Ebert continuou a trabalhar. “Quando eu escrevo, meus problemas desaparecem, e eu me torno novamente a pessoa que sempre fui”, disse à revista Esquire em 2010.

Na última terça-feira, Ebert comemorou em seu blog o aniversário de 46 anos que completou esta semana como crítico do Chicago Sun-Times e avisou que tiraria um tempo para si. “Geralmente, eu escrevo 200 críticas por ano para o Sun-Times que são distribuídas para cerca de 200 jornais. No ano passado foi o recorde da minha carreira, com 306 críticas cinematográficas, posts semanais no blog, e uma variedade de outros artigos”, fez as contas o jornalista. “Eu preciso desacelerar agora, e por isso vou tirar um tempo que eu chamo de ‘uma ausência temporária’.”

No restante do post, Ebert explicava que tinha a intenção de continuar a escrever, mas que contaria com um time de pessoas escolhidas por ele para ajudá-lo e realizaria o sonho de só analisar os filmes que ele quisesse, e não todos como era obrigado a fazer.

Publicidade

Mesmo tendo começado a profissão nos anos 1960, Ebert foi um visionário e não encarou a internet como uma concorrente, e sim como uma aliada. Ele criou o popular site rogerebert.com, se tornou um dos investidores do Google e sua conta no Twitter conta com mais de 800 mil seguidores.

Com status de celebridade, o jornalista ganhou em 2005 uma estrela com seu nome na calçada da fama em Hollywood e foi o primeiro crítico de cinema a ganhar o prêmio Pulitzer, em 1975.

Publicidade