Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre a atriz Cleyde Yaconis, aos 89 anos

A irmã de Cacilda Becker estava internada no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após sofrer uma isquemia

Morreu nesta segunda-feira a atriz Cleyde Yaconis, aos 89 anos. Ela estava internada no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde outubro quando sofreu uma isquemia. Irmã da celebrada atriz Cacilda Becker, Cleyde tem uma extensa carreira no teatro. Seu último trabalho na TV foi na novela Passione (2010), quando interpretou Brígida, sogra de Bete Gouveia (Fernanda Montenegro).

Ela se tornou atriz por acaso. Aos 25 anos, começou a dar seus primeiros passos no mundo artístico como produtora do Teatro Brasileiro de Comédia (TBC). Até o dia em que substituiu a protagonista adoentada na peça O Anjo de Pedra, de Tennessee Williams, em 1950, e não deixou mais os palcos. Ela contracenou com a irmã Cacilda Becker no espetáculo Pega Fogo com direção de Ziembinski ao lado de quem também fundou o Teatro Cacilda Becker junto com Walmor Chagas, seu cunhado na época.

Já consolidada como atriz de teatro, Cleyde estreou na TV em 1966 na novela O Amor Tem Cara de Mulher da extinta TV Tupi. Ela atuou em sucessos como Rainha da Sucata (1990) e Vamp (1991).

Em nota, o hospital Sírio-Libanês informa que o velório será realizado nesta terça-feira, no distrito de Jordanésia, município de Cajamar, onde será o enterro.

Repercussão – Famosos usaram suas páginas nas redes sociais para lamentar a morte de Cleyde Yaconis. “Quando decidi ser ator, aos 16 anos, a primeira peça que vi tinha Cleyde Yaconis no elenco”, escreveu o ator Marcelo Médici no Twitter. A novelista Gloria Perez, autora de Salve Jorge, também prestou sua homenagem através da rede de microblogs: “Triste. Perdemos Cleyde Yaconis! Que grande atriz”.

Rodrigo Lombardi, o Theo de Salve Jorge, escreveu: “Descanse em paz Cleyde Yaconis. Que Deus te dê todo o conforto que você não pode ter aqui”.

Colega de elenco da atriz em Passione, o ator Miguel Roncato deixou seu pesar registrado no Twitter. “Muito triste com o falecimento de Cleyde Yáconis! Tive a honra de trabalhar com ela! Talento e generosidade pura.”