Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Monsters of Rock volta após 15 anos com atrações decadentes

A quinta edição do festival contará com nomes que já foram grandes, mas hoje não têm grande relevância no cenário musical, como Aerosmith e Whitesnake

Aerosmith durante o show na Arena Anhembi, em São Paulo, em 30/10/2011 Aerosmith durante o show na Arena Anhembi, em São Paulo, em 30/10/2011

Aerosmith durante o show na Arena Anhembi, em São Paulo, em 30/10/2011 (/)

Após 15 anos, o Monsters of Rock está de volta ao Brasil. O festival que reúne nomes do heavy metal e do hard rock teve início na Inglaterra, em 1980, e contou com inúmeras edições ao redor do mundo, passando por países da Europa e da América do Sul. A quinta edição em território brasileiro traz um line-up comparável ao da última edição, de 1998, que tinha como principais atrações Megadeth, Slayer e Saxon: em suma, nomes que já foram fortes, mas hoje não significam muito no cenário musical. As melhores edições do festival ainda são as primeiras, de 1994, 95 e 96, que contaram com bandas de peso como Iron Maiden, Kiss, Faith no More, Ozzy Osbourne, Black Sabbath e Motörhead.

Entrevista: Vocalista do Slipknot fala das suas experiências sobrenaturais

Apesar de contar com legiões de fãs, as atrações principais do Monsters of Rock, com exceção de Aerosmith e Korn, não apresentam nada inédito há pelo menos dois anos. O lado bom é que, para os roqueiros militantes, muitas vezes ouvir clássicos repetidos à exaustão é tão ou mais divertido que conhecer novos trabalhos. Os repertórios dos shows, por isso, devem seguir a linha coletânea: uma seleta dos principais sucessos da carreira de cada banda. Em relação ao número de atrações, a edição de 2013 será a maior de todas. Serão dezessete no total, divididas em dois dias. No primeiro, o metal tomará conta da Arena Anhembi com Slipknot, Korn e Limp Bizkit. No domingo, o rock’n roll continua, mas um pouco mais leve, com as baladas do Aerosmith e do Whitesnake. Os brasileiros do Dr. Sin e os americanos do Ratt também sobem ao palco no segundo dia de festival.

Os portões do Anhembi se abrem às 10h deste sábado, e os shows terão início a partir das 12h30 com a banda Project 46, ganhadora do concurso realizado pelo festival em parceria com a rádio 89 FM. No domingo, os portões abrem às 11h00 e as apresentações começam às 12h00, com a banda Electric Age, outra vencedora do concurso. Os ingressos ainda estão disponíveis e custam entre 175 reais (meia) e 330 reais (inteira). Eles podem ser adquiridos pelo site Livepass, pelo telefone 4003-1527, na bilheteria oficial do festival, localizada no Estádio do Morumbi, ou nos outros diversos pontos de venda.

Slipknot

Formado em 1995 em Iowa, nos Estados Unidos, o Slipknot tem como marca a caracterização dos nove integrantes com máscaras diferentes umas das outras e macacões pretos, vermelhos, ou laranjas. Com um som pesado e letras fortes, a banda já lançou quatro discos de estúdio e um ao vivo. O mais recente, All Hope is Gone, de 2008, estreou em primeiro lugar na parada da Billboard e terminou vendendo mais de 1,8 milhão de cópias. O grupo retorna ao Brasil após dois anos — a última apresentação foi no Rock In Rio 2011. O show está programado para as 21h40.

Korn

Formado em 1993, o Korn é um dos grupos precursores do estilo nu metal. Originário da Califórnia, Estados Unidos, já lançou onze álbuns de estúdio e três ao vivo, incluindo um acústico para a MTV americana em 2007, além de oito coletâneas, totalizando mais de 30 milhões de cópias vendidas ao redor do mundo. O Korn toca no Brasil pela quarta vez. Sua última visita aconteceu em 2010, em São Paulo. O início do show está programado para as 19h55.

Limp Bizkit

Liderado pelo vocalista Fred Durst, o Limp Bizkit surgiu em 1994 na Flórida, nos Estados Unidos. A banda já lançou seis álbuns de estúdio – o sétimo, Stampede of the Disco Elephants, sai no ano que vem –, um disco ao vivo e três coletâneas. Ao longo da carreira, o grupo vendeu mais de 35 milhões de cópias. Este será o segundo show da banda no Brasil. A última apresentação aconteceu em 2011, com passagem por São Paulo e pelo Rio de Janeiro. O início do show está programado para as 18h25.

Outras atrações

Além das três atrações principais, outras cinco bandas sobem ao palco do Monsters of Rock neste sábado. O dia do metal será aberto pela banda brasileira Project 46, uma das vencedoras do concurso criado pela rádio 89 FM fem parceria com o festival. Quem também subirá ao palco para fazer barulho na Arena Anhembi são os americanos do Hellyeah, Killswitch Engage e Hatebreed, além dos franceses do Gojira, considerados pelos críticos o futuro do heavy metal.

Aerosmith

Fundado em 1970, o Aerosmith se tornou um dos grandes ícones do rock, com uma mistura de hard rock com blues. Original de Boston, Estados Unidos, a banda liderada pelo vocalista Steven Tyler e pelo guitarrista Joe Perry já lançou quinze álbuns de estúdio, cinco ao vivo e onze coletâneas, totalizando a marca assombrosa de 150 milhões de cópias vendidas mundo afora. O Aerosmith vem ao Brasil pela quinta vez. A mais recente aconteceu há dois anos. O show deverá ter início às 22h35. 

Whitesnake

Formado em 1978, os britânicos do Whitesnake são conhecidos pelo hard rock mesclado com baladas românticas. Liderada pelo vocalista David Coverdale, único membro remanescente da formação original, a banda já lançou onze álbuns de estúdio, seis discos ao vivo e dez coletâneas. O Whitesnake retorna ao Brasil após cinco anos. O início do show está programado para as 20h35.

Ratt

Formado em 1976, em San Diego, Estados Unidos, o Ratt já lançou oito discos de estúdio e cinco coletâneas e foi mundialmente reconhecido no estilo hard rock e glam metal, semelhante ao de bandas como Mötley Crüe e Twisted Sister. Apesar da longa carreira, é a primeira vez que Ratt se apresenta no Brasil. O início do show está programado para as 19h05.

Outras atrações

Assim como no sábado, os shows de domingo serão abertos por uma banda vencedora do concurso realizado pelo festival em parceria com a rádio 89 FM, a paulistana Electric Age. Outro grupo brasileiro que sobe ao palco no segundo dia do festival é o Dr. Sin, formado em 1991 pelo guitarrista Edu Ardanuy e pelos irmãos Andria e Ivan Busic. Também estarão presentes os americanos do Dokken, Doctor Pheabes, Queensryche e Buckcherry.