Clique e assine a partir de 9,90/mês

‘Mickey’ se apresenta na Coreia do Norte sem autorização da Disney

Por Da Redação - 10 jul 2012, 16h17

Os estúdios Disney afirmaram nesta terça-feira que nenhuma permissão foi dada à Coreia do Norte para usar vários de seus personagens em um espetáculo realizado recentemente no Estado comunista.

“A Walt Disney Company não deu nenhuma autorização para o uso de seus personagens”, declarou um porta-voz dos estúdios, após as versões de “Mickey”, “Minnie” e outros se apresentarem em um grande show para o novo líder, Kim Jong-Un.

Este tipo de espetáculo é incomum na Coreia do Norte. O país geralmente não usa personagens dos Estados Unidos. Jovens musicistas com vestidos pretos curtos também foram vistas no palco, o que também é raro.

Segunda-feira, a televisão estatal mostrava um Kim Jong-Un sorridente, aplaudindo o espetáculo ao lado de uma jovem mulher misteriosa, que tem aparecido recentemente ao seu lado. Mas não se sabe se ela é sua namorada ou irmã.

Continua após a publicidade

O líder norte-coreano, que tomou as rédeas do país em dezembro, depois da morte de seu pai, Kim Jong-Il, poderia, segundo analistas, tentar conduzir o país em uma nova direção. Mas outros consideram o teste malsucedido de disparo de um foguete, em abril, uma prova da vontade isolacionista do novo líder.

Esta não é a primeira vez que a Coreia do Norte e Disney se cruzam no noticiário. Em 2001, um irmão de Kim Jong-Un foi preso tentando entrar na Disney de Tóquio com um passaporte falso.

Publicidade