Clique e assine a partir de 9,90/mês

Michel Teló compara ‘Ai, se Eu te Pego’ a ‘Macarena’

Sertanejo lança disco 'Na Balada' em Madri, na tentativa de esticar a carreira internacional

Por Da Redação - 31 jan 2012, 13h30

Para o cantor Michel Teló, o hit que o projetou internacionalmente, Ai, se Eu Te Pego, já se compara a Macarena, música que foi sucesso em todo o mundo na década de 1990. Diferentemente da dupla espanhola Los del Río, no entanto, Teló aposta que não será um cantor de um único sucesso internacional.

“Vou trabalhar essa canção ao máximo. Trata-se de uma oportunidade fantástica que eu tenho que aproveitar”, diz o artista, que tem 18 anos de estrada e nesta terça-feira lança na Espanha o disco Na Balada. Faixa que abre o álbum, Ai, se Eu te Pego estourou na Europa no fim de 2011, graças ao português Cristiano Ronaldo, que comemorou um de seus gols com a coreografia da canção, junto com o lateral brasileiro Marcelo.

A partir do episódio, a canção passou oito semanas seguidas no topo da lista do iTunes espanhol e acabou se espalhando para outros países da Europa, como Portugal, França, Itália, Alemanha e Suécia, onde também alcançou a liderança.

Apesar da exposição ao redor do mundo, a música de sucesso do sertanejo ainda está longe do feito alcançado por Macarena, do duo espanhol Los Del Rio, que se transformou na canção latina mais vendida na história da música após quatro semanas no topo da lista de sucessos da prestigiada revista americana Billboard.

Continua após a publicidade

Assim como Ai, se Eu te Pego, que não é uma composição original de Teló, o restante das músicas do álbum Na Balada são versões de canções de outros artistas. Desde que deixou o grupo Tradição para iniciar sua carreira solo, o cantor sertanejo deixou de lado suas letras para começar a “buscar e produzir canções, dando oportunidades” a novos compositores.

Ai, se Eu te Pego é uma canção relativamente antiga, que já foi gravada em muitos estilos, incluindo o funk”, explica o músico, que em sua versão optou pelo sertanejo, um gênero que segue desde o início da carreira. “É algo entre o pop e o country americano”, explica Teló ao público espanhol. Segundo o cantor, a “canção parecia que tinha sido feita para ele cantar e, neste mesmo dia, já tinha adquirido os direitos da música. Na semana seguinte, Teló já estava interpretando e gravando a música ao vivo.

(Com agência EFE)

Publicidade