Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Meghan e Harry cancelados: museu retira estátuas de área da realeza

Madame Tussauds realocou estátuas de cera do casal após anúncio polêmico

Por Redação - Atualizado em 9 jan 2020, 20h36 - Publicado em 9 jan 2020, 19h31

O museu Madame Tussauds, de Londres, retirou as estátuas do príncipe Harry e da duquesa Meghan Markle da área reservada à realeza britânica, nesta quinta-feira, 9. A decisão foi tomada depois que o casal anunciou que irá se afastar da família real para buscar independência financeira.

“A partir de hoje, as estátuas de Meghan e Harry não estarão mais na nossa área da realeza. As figuras estão entre as mais populares e amadas do museu, e seguirão importantes no Madame Tussauds, enquanto aguardamos os próximos capítulos”, declarou Steve Davies, diretor do museu em comunicado.

Estátuas de cera do príncipe Harry e da duquesa Meghan Markle exibidas no museu Madame Tussauds em Londres Daniel Leal/Getty Images

No hall da realeza, as figuras do casal ficavam expostas ao lado da rainha Elizabeth II e do príncipe Philip, e do príncipe William e da duquesa Kate Middleton. A realocação, segundo o museu, foi feita para honrar o “novo papel progressivo” de Meghan e Harry.

Assim como na unidade de Londres, as estátuas do Madame Tussauds, em Nova York, também passarão para outro local. “Para refletir a decisão do casal, realocaremos as populares estátuas para  outra área do museu”, disse Brittany Williams, representando do museu em Nova York.

Publicidade

As estátuas de Meghan passaram a ser exibidas nas unidades de Londres e Nova York em 2018, e custaram cerca de 195.000 dólares cada — quase 800.000 reais em cotação atual.

Realocação
Publicidade