Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

MC Beijinho, do camburão ao hit ‘Me Libera Nega’

Hit insólito do verão, o samba-reggae 'Me Libera Nega' foi apresentado ao país no momento em que seu autor era preso por furtar celulares

O novo sucesso da música baiana é um caso de polícia. Ítalo Gonçalves, de 19 anos, foi preso em novembro passado sob a acusação de furtar celulares de dois adolescentes na orla de Salvador. Quando um programa sensacionalista da TV tentou entrevistar Gonçalves algemado no camburão (e visivelmente alterado), sua reação foi certeira: ele passou a cantar Me Libera Nega, música de sua autoria feita em homenagem a uma paixonite. Desde então, a vida de MC Beijinho nunca mais foi a mesma. Me Libera Nega ganhou mil homenagens, que vão do time de futebol do Vitória a Caetano Veloso. O vídeo caseiro da canção caminha forte nas redes sociais: em apenas um mês, está na casa dos 2 milhões de visualizações. Depois de dois dias no xadrez, o MC saiu de lá como novo expoente do samba-reggae. E quer surfar na fama: “Estou malhando para ficar no filé, na carne-seca. MC Beijinho tem de ser desejado”.

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Aloisio Barros

    Meu Deus a que ponto chegou nossa música. Uma voz de taquara rachada e uma letra medíocre. Onde estão nossos compositores. nossa música verdadeira? E Veja ainda dá espaço para isso.

    Curtir

  2. Rouba dois celulares e fica dois dias preso. A cada celular, um dia em cana. Se não apanhar e ninguém te enrabar, vale a pena roubar celular🔫🎶🎵.

    Curtir

  3. FABRICIO DE SOUZA MACHADO

    A redes sociais e as privadas na maioria das vezes, estão servindo para a mesma utilidade !

    Curtir

  4. Aloisio Barros

    É sempre assim, só tem valor nessa nação quem faz coisas errada.

    Curtir

  5. Jorge Costa Rêgo

    Revista decadente

    Curtir