Clique e assine a partir de 9,90/mês

Marina Ruy Barbosa protesta contra a violência à mulher: ‘Não é não!’

Atriz aproveitou a cena em que sua personagem é agredida pelo vilão Virgílio (Ricardo Pereira) em 'Deus Salve o Rei' para se posicionar contra o machismo

Por Redação - 3 May 2018, 11h34

A atriz Marina Ruy Barbosa aproveitou a cena em que sua personagem, a plebeia Amália, é agredida pelo vilão da novela das 7, Deus Salve o Rei, para fazer um manifesto pessoal contra o machismo, que vitima mulheres das mais diferentes formas. Na cena, exibida pela Globo na última terça, em pleno feriado de Primeiro de Maio, Virgílio (Ricardo Pereira) diz para Amália que ela é e sempre será sua, ameaça estuprá-la e usa de força para dominá-la, antes de se arrepender e, de um jeito tão louco como iniciou a sequência, pedir desculpas de repente.

“Para um ator, ter a chance de realizar uma cena dessas é uma oportunidade única. Mas essa cena vai além. Toca num assunto tão atual (apesar de de ser uma novela de época) e infelizmente tão presente na vida de nós mulheres”, escreveu Marina em uma postagem no Instagram, ao lado da foto em que aparece subjugada por Virgílio.

“A cena nos faz lembrar a razão pela qual lutamos pelos nossos direitos, pela liberdade, pelo respeito. Sou atriz. O meu ofício é fazer arte. E a arte entretém, claro, mas também alerta, desperta no outro um olhar diferente sobre determinada situação. Sejamos fortes. A luta deve continuar hoje e sempre!”, continuou. “Por todas as Amálias, Amélias, Marias da Penha… Por todas as mulheres, vítimas… de abusos físicos ou psicológicos. Para que o silêncio vire GRITO e o medo vire CORAGEM! Não é não! Não nos silenciemos!”

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Para um ator, ter a chance de realizar uma cena dessas é uma oportunidade única. Mas essa cena vai além. Toca num assunto tão atual (apesar de de ser uma novela de época) infelizmente tão presente na vida de nós mulheres. Ela nos faz lembrar a razão pela qual lutamos pelos nossos direitos, pela liberdade, pelo respeito. Sou atriz. O meu ofício é fazer arte. E a arte entretem, claro, mas também alerta, desperta no outro um olhar diferente sobre determinada situação. Sejamos fortes. A luta deve continuar hoje e sempre! Por todas as Amalias, Amelias, Marias da Penha… Por todas as mulheres, vítimas… de abusos físicos ou psicológicos. Para que o silêncio vire GRITO e o medo vire CORAGEM! Não é não! Não nos silenciemos!

A post shared by Marina Ruy Barbosa (@marinaruybarbosa) on

Publicidade