Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Madonna é dispensada de tribunal por ‘distrair jurados’

Cantora foi convocada para integrar júri em Nova York. E comemorou em rede social

Por Da Redação - 8 jul 2014, 11h00

Ser uma celebridade pode não ter livrado a cantora Madonna de ser convocada para integrar uma banca de jurados em um tribunal de Nova York. Mas foi de uma ajuda e tanto para livrar a estrela de passar longas horas – ou até dias – na função: nesta segunda-feira, ela foi liberada pela corte por estar “desviando a atenção” dos demais jurados. Madonna passou apenas duas horas no tribunal, segundo a rede britânica BBC.

De acordo com o representante do tribunal, David Bookstaver, a aparição da estrela serviu para mostrar que “qualquer um pode ser chamado” para ser jurado. As regalias, no entanto, provocaram certa irritação nos demais, já que ela pôde aguardar a decisão no gabinete do juiz e não na sala de espera dos jurados, como habitualmente acontece. A cantora ainda chegou uma hora atrasada ao local, para evitar ainda mais distrações e a necessidade de um contingente policial maior na região.

Leia também:

Madonna vai abrir quatro academias de ginástica no Brasil

Publicidade

Madonna vai dirigir filme sobre romance inter-racial

Apesar da breve aparição, Madonna encontrou tempo para registrar o momento em seu perfil no Instagram. “Servindo o meu país. Apresentando-me à banca de jurados”, escreveu, orgulhosa, na legenda acompanhada pela hastag #itshotinhere, ou “está quente aqui”. A cantora agora está dispensada dos serviços com a Justiça de Nova York pelos próximos seis anos.

Publicidade