Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lygia Fagundes Telles é indicada ao Nobel de Literatura

Nome da escritora foi o escolhido pela União Brasileira de Escritores para concorrer ao prêmio

A escritora Lygia Fagundes Telles, de 92 anos, foi o nome escolhido pela União Brasileira de Escritores (UBE) para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura. Regularmente, a UBE é convidada pela Real Academia Sueca para sugerir concorrentes – no ano passado, ela indicou o historiador e cientista político Moniz Bandeira.

A escolha de Lygia, autora de livros como Ciranda de Pedra e As Meninas, entre tantos outros sucessos de crítica e de público, foi unânime. “Lygia é a maior escritora brasileira viva e a qualidade de sua produção literária é inquestionável”, disse Durval de Noronha Goyos, presidente da associação, em comunicado. A autora tem obras traduzidas para o alemão, espanhol, francês, inglês, italiano, polonês, sueco e checo. Alguns de seus títulos foram adaptados para o cinema, teatro e televisão.

Leia também:

Quatro perguntas (e respostas) sobre a Nobel de Literatura 2015

No fim do ano, Lygia venceu o Prêmio Fundação Conrado Wessel 2015 na categoria Cultura, e ganhou 300.000 reais. A cerimônia de entrega deve ocorrer ainda neste semestre. Em novembro, ela foi homenageada durante o Encontro Mundial de Invenção Literária, em sessão da Academia Paulista de Letras (ela é imortal, também, da Academia Brasileira de Letras), e causou comoção ao dizer que sua luta foi “heroica e desesperada”. Lygia Fagundes Telles fez história ao se tornar uma das primeiras mulheres a estudar Direito no Largo São Francisco.

Os mais recentes premiados com o Nobel de Literatura foram Svetlana Alexievich (2015), Patrick Modiano (2014), Alice Munro (2013), Mo Yan (2012), Tomas Tranströmer (2011) e Mario Vargas Llosa (2010).

(Com Estadão Conteúdo)