Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lindsay Lohan terá que cumprir mais 125 horas de serviço comunitário

Juiz colocou em dúvida o cumprimento da pena anterior da atriz, condenada em 2013 por direção perigosa e por mentir para a polícia sobre acidente

Lindsay Lohan foi condenada nesta quarta-feira a outras 125 horas de trabalhos comunitários pelo juiz Mark A. Young, que colocou em dúvida o cumprimento da pena anterior da atriz. Como consequência, o juiz adiou para 28 de maio o fim da condicional de Lindsay. De acordo com o site TMZ, constavam no relatório de serviços comunitários prestados por Lindsay uma peça de teatro e o encontro com fãs após o espetáculo.

Leia também:

Sóbria, Lindsay Lohan oferece carona em comercial

À la Beyoncé, Lindsay Lohan edita foto e distorce cenário

Lindsay Lohan corre contra o tempo para cumprir pena

A atriz, de 28 anos, foi condenada em março de 2013 por dirigir de forma perigosa e mentir para a polícia sobre seu envolvimento em um acidente de carro, ocorrido em 8 de junho de 2012, em Los Angeles. Ela afirmou que viajava no banco do passageiro quando o Porsche em que estava capotou, mas a investigação da polícia concluiu mais tarde que era ela quem estava na direção.

Na ocasião, a Justiça americana determinou que ela cumprisse 240 horas de serviço comunitário, além de ficar por 90 dias em um centro de reabilitação e se submeter a um tratamento psiquiátrico durante dezoito dos 24 meses de sua liberdade condicional. A advogada da atriz, Shawn Holly, disse à imprensa que sua cliente cumpriu a sentença, mas não se opôs à decisão do juiz Young. As novas atividades que Lindsay deverá cumprir serão determinadas em uma nova audiência, em 12 de março.

(Da redação de VEJA.com., com agência France-Presse)