Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Letícia deve continuar chata, sugere autora de ‘A Lei do Amor’

Segundo Maria Adelaide Amaral, personagem vai continuar obcecada pelo ex-noivo Tiago

Se você insiste em ver a novela das 9 da Globo, mas sofre com a chatice de Letícia (Isabella Santoni), a menina que é manipulada pelo pai vilão para brigar pelo coração de Tiago (Humberto Carrão), o ex-noivo que a trocou por outra, e é obcecada em realizar o sonho de se tornar madame, ficando em casa enquanto Tiago rala na tapeçaria da família Leitão, eis uma má notícia. O comportamento de Letícia não deve mudar tão cedo.

Ao menos, é isso que se pode ler nas entrelinhas da entrevista dada pela autora de A Lei do Amor, Maria Adelaide Amaral, ao site oficial da trama. “Tiago era seu porto seguro, que também foi tirado de sua vida. Ela apostou todas as suas fichas na relação dos dois – não só amorosamente, sua própria vida foi salva pela promessa de que aquela relação seria infindável. Pior: com a doença e a influência maligna de Tião (José Mayer), Letícia se fragilizou, o que não ocorreu com Tiago. Agravando mais ainda a situação, Letícia viu a separação dos pais, odiou o homem que ressurgiu na vida da mãe e acelerou este processo, e depois descobriu que este homem é seu verdadeiro pai”, disse Maria Adelaide, tentando justificar as atitudes de Letícia.

Em seguida, ela fala que a chatinha vai continuar… chatinha. Em outras palavras, é claro. “Ela morre de saudades da época em que nada disso tinha acontecido, então sua luta é para a volta de uma situação que já não é mais possível. Mas, mesmo assim, ela luta. Portanto, ser ou não ser prima, isto importa pouco. Muda, talvez, seus planos de ter filhos com Tiago. Mas não o de se casar com ele. Pelo menos, a curto prazo…”

Enquete realizada pelo site de VEJA revelou o tamanho da aversão do público à personagem. Quase 80% dos leitores escolheram a filha de Helô (Claudia Abreu) como a personagem mais insuportável de A Lei do Amor.