Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Woody Allen gongou Kristen Stewart: Você devia parecer bonita

Em entrevista ao site americano Yahoo, atriz lembrou o difícil primeiro dia de filmagem de ‘Café Society’ e contemporizou: ‘Não era pessoal’

Trabalhar com Woody Allen pode ser o sonho de muitos atores. E também o pesadelo – ao menos, no começo das filmagens. A atriz Kristen Stewart, que se tornou famosa com a saga vampiresca Crepúsculo e depois engatou uma série de papéis fora do mainstream, contou em entrevista ao site americano Yahoo ter tido um início difícil com o diretor no set de Café Society – o que, segundo ela, reverbera histórias contadas por outros atores sobre o começo do trabalho. Allen chegou a dizer que ela estava “terrível” e que “deveria parecer bonita”. “Ele me odeia”, ela pensou. Café Society no fim de outubro no Brasil.

LEIA TAMBÉM:
Mãe de Kristen Stewart confirma que assistente é nova namorada da atriz
Woody Allen faz deliciosa viagem aos anos 1930 em ‘Café Society’

“Eu pensei: ‘Ele me odeia! E está absolutamente arrependido da decisão de me contratar’. Porém, depois, eu disse a mim mesma: ‘Vou provar a esse carinha que posso fazer isso. Talvez eu não tenha o jeito dessa personagem, mas vou ter quando ele gritar ‘Ação'”, disse. Hoje, porém, Kristen vê a situação de outra forma. “Não era pessoal e não era para ofender. Era mais como um filtro dele para lidar com atores. Como se ele calculasse, ‘Se eles aguentarem isso, ótimo. Se não, que se danem’. Ele não suporta ego inflado”, disse;

A atriz, que também ganhou fama por trair o namorado, Robert Pattinson, seu colega de elenco em Crepúsculo, com o seu diretor em Branca de Neve e o Caçador (2012), Rupert Sanders, também falou sobre estar dividida entre dois homens. Isso porque, é claro, no filme de Woody Allen ela faz uma secretária dividida entre dois amores, o dono da agência de talentos para a qual trabalha, Phil Stern (Steve Carell), e seu sobrinho ambicioso, Bobby (Jesse Eisenberg).

“Talvez seja difícil entender o que ela vê em Bobby, mas ela gosta dele. E Phil traz à tona uma parte desconhecida dela, uma parte que Bobby não aciona”, disse. “Assim é a vida. Tudo bem ter dois amores diferentes na vida. E essa é uma noção moderna, é novo a gente poder dizer uma coisa dessas.”

A história de Café Society se passa nos glamourosos anos 1930.