Clique e assine a partir de 9,90/mês

Kendrick Lamar deve deixar Taylor Swift para trás no Grammy

Rapper e cantora pop são os principais indicados da 58ª edição do tradicional prêmio da música

Por Da Redação - 15 fev 2016, 08h14

Apesar do bom ano em vendas e críticas do elogiado disco 1989, Taylor Swift deve ficar para trás durante a disputa da 58ª edição do Grammy, a principal premiação da indústria musical, em cerimônia realizada na noite desta segunda-feira. A cantora pop tem um concorrente de peso, pouco conhecido no Brasil, o rapper Kendrick Lamar. Natural de Compton, na Califórnia, o músico de 28 anos parte como o principal favorito da noite com onze indicações, entre elas as de álbum do ano, por To Pimp a Butterfly, e canção do ano, com a faixa Alright.

Em segundo lugar, Taylor Swift compete em sete categorias (empatada com o cantor The Weeknd), mas chama a atenção por ser a única indicada aos prêmios de álbum, gravação e canção do ano por Blank Space. Somadas ao troféu de artista revelação, as categorias são apelidadas de “The Big Four”, ou “as quatro principais”. Vale ressaltar que a diferença entre os prêmios gravação e canção do ano é que a primeira elege a melhor produção e performance de uma faixa, enquanto a segunda é dedicada à composição.

Leia também:

Kendrick Lamar e Taylor Swift lideram indicações ao Grammy

Continua após a publicidade

Grammy: Banda de Johnny Depp vai homenagear Lemmy

Justin Bieber e Pitbull se apresentarão no Grammy

Adele, The Weeknd e Kendrick Lamar se apresentarão no Grammy

Entre as apostas da crítica especializada, Lamar sai na frente para o prêmio de álbum do ano, já que seu disco foi muito elogiado em 2015 e ocupa o primeiro lugar do site agregador de resenhas Best Album of the Year, com 94% de aprovação. O rapper é considerado revolucionário no atual momento da indústria por suas poesias que apresentam críticas sociais de forma humanizada. Outra reforço para o favoritismo de Lamar é que há mais de dez anos o hip-hop passa por um jejum na categoria, To Pimp a Butterfly é a melhor chance do gênero mudar este quadro. O disco concorre com Sound & Color (Alabama Shakes), Traveller (Chris Stapleton), Beauty Behind The Madness (The Weeknd) e o já citado 1989 (Taylor Swift).

Continua após a publicidade

Na categoria de gravação do ano, Taylor, que concorre com Blank Space, terá que encarar o hit Uptown Funk, de Mark Ronson e Bruno Mars, considerada a favorita. A faixa invadiu as rádios de todo o mundo e se tornou a canção que permaneceu por mais tempo no topo da parada Hot 100 da Billboard. Outro forte concorrente é o britânico Ed Sheeran e a romântica Thinking Out Loud. Completam a lista de indicados Really Love, de D’Angelo and The Vanguard, e Can’t Feel My Face, de The Weeknd.

Sheeran também é um nome bem cotado para o prêmio de canção do ano. A balada Thinking Out Loud é um típico poema romântico e bem escrito, do estilo que costuma agradar à Academia da Gravação americana. Em seu encalço estão as também boas Alright (Lamar) e Blank Space (Taylor). As outras duas canções indicadas são Girl Crush (Little Big Town) e See You Again (Wiz Khalifa e Charlie Puth).

Curiosamente, Lamar e Taylor podem compartilhar um prêmio, se vencerem como melhor performance de duo ou grupo pela música Bad Blood.

Entre os indicados ao troféu de revelação Meghan Trainor é, sem dúvida, a aposta mais pop e provável. A cantora americana de 22 anos dominou as rádios e canais na internet com o hit All About That Bass, que exalta as mulheres com curvas. No YouTube, o clipe possui mais de 1,2 bilhão de visualizações. Concorrem com ela a cantora indie australiana Courtney Barnett; o britânico introspectivo James Bay; o cantor country Sam Hunt e a animada cantora pop Tori Kelly.

Continua após a publicidade

Para além dos prêmios, o Grammy é um palco para as principais estrelas da música mundial. Se apresentarão na festa Adele, Rihanna, Demi Lovato, Justin Bieber, entre outros. Também estão previstas homenagens a cantores mortos recentemente. David Bowie será celebrado por Lady Gaga, enquanto Gleen Frey, guitarrista, compositor e cantor do The Eagles, será centro de um tributo comandado pelos integrandes da banda. Lemmy Kilmister, do Motörhead, vai ganhar um show do grupo Hollywood Vampires. O Grammy será transmitido ao vivo no Brasil pelo canal pago TNT, a partir das 23 horas. VEJA vai comentar a premiação em tempo real através do site e das redes sociais.

(Da redação com agência EFE)

Publicidade