Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justin Bieber: strippers e marketing social pelas Filipinas

Para lustrar a imagem, arranhada por sua passagem pela América do Sul, cantor faz grafite 'do bem': latas de spray serão leiloadas para ajudar vítimas do tufão

O canadense Justin Bieber continua levando uma “vida louca”, como diria Ricky Martin. Na festinha que deu neste fim de semana em sua casa, em Los Angeles, além de amigos célebres como Chris Brown e o rapper Snoop, havia uma penca de mulheres peladas. As que não eram strippers — com faturamento na casa de 1.000 dólares só naquela noite — se sentiram pouco à vontade de roupa e se despiram, segundo nota do site americano TMZ. É claro que nenhuma fonte ouvida pelo site se identificou — quem o fizer pode pagar a pequena multa de 3 milhões de dólares imposta pelo anfitrião.

Leia também:

Miley Cyrus engrossa paródias da ‘soneca’ de Justin Bieber

Justin Bieber ‘varre’ bandeira da Argentina do palco e revolta o país

Justiça argentina embarga equipamentos de Justin Bieber

Mas, menino esperto que é, Bieber também quer ajudar o mundo. No sábado, ele postou em seu perfil no Instagram a imagem de um grafite feito em prol das Filipinas com um amigo chamado Milk Tyson — não, não é o boxeador. “Nós podemos ajudar”, dizia a legenda da foto (“We can help”). A ajuda virá, segundo o TMZ, a partir do leilão das latas de spray usadas na pintura. Os valores arrecadados serão repassados para as vítimas do tufão que assolou a Ásia.

Leia também:

Em bate-boca com fãs, Xuxa diz que Bieber é ‘mal-resolvido’

Farra de Justin Bieber no Brasil repercute pelo mundo

Kings of Leon ensinou meninos do One Direction a não serem filmados na cama

É claro que o cantor também quer ajudar a si mesmo, já que a sua imagem ficou bastante arranhada após a tumultuada passagem pela América do Sul, em que foi flagrado deixando uma boate erótica no Rio, levou uma garrafada em São Paulo, pichou um muro e foi filmado dormindo, na mansão alugada no bairro carioca do Joá, por uma “brasileira sexy”, como a definiram diversos veículos estrangeiros. Sem contar o episódio em que varreu a bandeira argentina do palco e despertou a fúria do país — ao qual pediu desculpas pelo Twitter.