Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justin Bieber estreia com show cheio de playbacks

Mas as fãs adoram do mesmo jeito, e vão ao delírio com os hits do cantor e os vídeos sobre sua vida

Depois de dias de expectativa, com meninas de todo o Brasil em vigília, Justin Bieber subiu ao palco do estádio do Engenhão antes da hora marcada. Às 20h10m, ele abriu sua primeira turnê brasileira com Love Me, levando uma multidão de adolescentes ao delírio. A entrada do astro foi precedida de uma contagem regressiva comandada pelo DJ Tay James, depois da qual as luzes do estádio foram apagadas, deixando o ambiente iluminado apenas por bastões coloridos, vendidos na entrada. Em seguida, veio um show que empolgou a plateia de cerca de 40 mil pessoas, apesar dos perfeitamente perceptíveis playbacks e dos modestos efeitos de luz e fumaça. Os hits de Bieber foram entremeados com vídeos sobre a vida pessoal e artística do cantor, arrancando suspiros. Uma das cenas de maior sucesso foi a do astro pop ‘tocando bateria’ numa cadeira, quando tinha aparentemente 4 anos de idade.

Os melhores momentos foram aqueles em que Bieber tomou conta do show: My Favourite Girl, ao violão, Don´t Worry, ao piano, e Walk This Way, clássico do Aerosmith na bateria. Menos empolgante (embora sempre empolgando as meninas) foram as tentativas de conferir à apresentação um jeitinho Michael Jackson, tanto no figurino quanto nos passos de dança. A subida de uma jovem fã ao palco, com direito a receber flores, também não agradou. Tímida e evidentemente instruída pela produção sobre como deveria se comportar, a menina em nada lembrava as cenas de paixão explícita registradas desde a sexta-feira no Engenhão.

Clima – A histeria das fãs, que provocou tumulto na abertura dos portões do estádio do Engenhão, esfriou com ajuda da chuva que caiu no final da tarde e transformou-se em um animado aquecimento. Por volta das 19h, com pouco mais de meia hora de atraso, a banda norte-americana Cobra Starship começou a apresentação que abriu a noite. Justin Bieber chegou ao Engenhão no final da tarde, e recebeu 30 fãs em seu camarim, para a etapa ‘Meet and Greet’ do evento.

Famosos como o jogador Tande, a atriz Maria Paula e a apresentadora Angélica levaram seus filhos para o show. “Acho Bieber o máximo, os meninos também. Viemos todos para curtir”, disse Angélica, que chegou com Benício para encontrar Joaquim e Luciano Huck no camarim, onde o apresentador entrevistara o cantor mais cedo. Xuxa também fez uma entrevista com Bieber, que irá ao ar no sábado. O prefeito Eduardo Paes foi ao Engenhão com sua mulher, Cristine, e os filhos, para entregar a chave do Rio de Janeiro ao cantor.

Surpresa – Para as fãs, Bieber reservou uma surpresa antes do show. Circulou com a namorada, Selena Gomez, dirigindo um carrinho de golfe pela galeria de serviço do estádio, no trecho próximo à plateia. Foi uma voltinha rápida, porém suficiente para enlouquecer as meninas, meninas, vindas de todo o Brasil. Elas cantaram, dançaram e gritaram o nome do ídolo o tempo todo. Muitas ficaram acampadas desde a sexta-feira em frente ao estádio, acompanhadas de suas mães, que ficaram esperando do lado de fora.

Cansada, porém feliz com a proximidade do fim da maratona, Edileuza Rocha, 48 anos, aguardava Raysa, de 14. As duas ficaram desde domingo acampadas. Segundo Edileuza, sua filha só não ficou nas primeiras filas porque havia barraqueiros vendendo lugares na fila por até 50 reais. Com isso, quando abriram os portões, 140 pessoas passaram na frente de quem estava há dias esperando.

Na estação de trem mais próxima ao Engenhão, Rodrigo Guedes, de 22 anos, posava de Justin Bieber, tirando fotos com as meninas e tentando convencê-las a comprar logo a passagem de volta. Guedes, que é assessor parlamentar, conta que algumas queriam beijá-lo como se ele fosse o cantor. Ele diz que não conhecia nenhuma música. “Mas estou decorando de tanto dublar”, diz.

Ao contrário da entrada, a saída foi tranquila, em parte porque a dispersão começou quando ainda faltavam 20 minutos para a apoteótica Baby, que encerrou o show pouco depois de uma rápida participação do lutador Anderson Silva. Pais preocupados com a repetição do empurra-empurra da tarde contribuíram para um fim de show muito mais calmo do que a concentração de fãs no hotel Copacabana Palace, onde Bieber está hospedado. O gargalo aconteceu fora do estádio, na passarela sobre a Avenida 24 de Maio, a principal de todo o subúrbio da Central, e no percurso até a zona Sul, que foi cumprido em mais de duas horas, o dobro do tempo normal.

O cantor se apresenta novamente no Rio nesta quinta-feira, e segue para São Paulo.