Clique e assine a partir de 9,90/mês

Juliana Paes: de perigosa a fogosa no remake de ‘Dona Flor’

Nova versão do clássico de Jorge Amado parece priorizar o cômico à ambiguidade e aos

Por Da redação - Atualizado em 19 set 2017, 14h03 - Publicado em 19 set 2017, 14h00

Dona Flor e Seus Dois Maridos, o filme de Bruno Barreto que era o campeão da bilheteria nacional até o fenômeno Tropa de Elite, ganha uma nova versão neste ano, e, ao menos na comparação entre os trailers da produção de 1976 e a de 2017, parece mais bem comportado.

Embora invista ainda mais no tom de comédia e na sensualidade — Juliana Paes, por exemplo, deixa de lado a Perigosa da novela A Força do Querer e ressurge toda fogosa no vídeo –, o trailer exclui cenas como aquelas em que Vadinho (José Wilker em 1975, Marcelo Faria agora) aparece jogando em um cassino, batendo em uma mulher e se masturbando em público. Se estão no filme, com estreia prevista para novembro, não foram usadas para compor o personagem no trailer.

Outra diferença está no envolvimento de Dona Flor (Sonia Braga no filme dos anos 1970) com o segundo marido, Teodoro (Mauro Mendonça antes, Leandro Hassum agora). É claro que Dona Flor não tem pelo farmacêutico certinho a louca paixão que tem pelo vadio Vadinho, mas no trailer da nova produção ela parece mal tolerar Teodoro.

Compare abaixo os dois trailers:

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade