Clique e assine a partir de 9,90/mês

Juíza é irônica com Lindsay Lohan em audiência

A magistrada Stephanie Sautner demonstrou que não irá facilitar as coisas para a atriz em julgamento sobre a violação dos termos de sua liberdade condicional

Por Da Redação - 30 jan 2013, 18h45

A atriz Lindsay Lohan passou por maus bocados na audiência do caso em que é acusada de ter mentido para os policiais após sofrer um acidente de carro, nesta quarta-feira no tribunal de Los Angeles. Desde o início da sessão, a juíza Stephanie Sautner procurou ser dura com a atriz.

“Estou feliz em ver que você está se sentindo melhor”, disse a juíza para Lindsay, se referindo à gripe que a atriz teria forjado para evitar ir ao tribunal — segundo o novo advogado da artista, ela não queria viajar de avião para “não correr o risco de contaminar outras pessoas”. No entanto, Lindsay havia sido fotografada fazendo compras em Nova York, conversando com amigos e até mesmo fumando um cigarro durante o fim de semana.

Em junho do ano passado, Lindsay bateu seu Porsche na Califórnia. Ela disse que não estava ao volante no momento do acidente, mas sim sua assistente. A perícia, porém, provou o contrário, o que pode culminar na revogação de sua liberdade condicional.

Na audiência, Lindsay apenas confirmou sua intenção de ser defendida por um novo advogado, Mark Heller, agora que ela demitiu sua antiga advogada, Shawn Holley. Mas ela não parecia bem certa disso. Quando a juíza perguntou a Lindsay se era isso o que ela queria, a atriz respondeu: “Hoje, é”. Stephanie, claro, não deixou barato: “Não quero saber só de hoje. Quero saber se é hoje, amanhã e depois de amanhã também.” A atriz afirmou que continuaria com o advogado, e a juíza concedeu permissão a Heller para representar Lindsay. Heller, por sua vez, não conseguiu criar empatia com a juíza — o que também não deve ajudar a situação de Lindsay.

Continua após a publicidade

Uma nova audiência foi marcada para o dia 1º de março.

Publicidade