Clique e assine com 88% de desconto

Juiz impede venda de Barbie de Frida Kahlo no México

Decisão tem aplicação imediata no país. Empresa Mattel ainda pode recorrer

Por agência France-Presse - Atualizado em 20 abr 2018, 11h10 - Publicado em 20 abr 2018, 11h07

Um juiz proibiu a venda da Barbie de Frida Kahlo no México, ao reconhecer a família da pintora como única detentora de seus direitos de imagem, informou nesta quinta-feira um dos advogados do caso. A decisão tem aplicação imediata no país, mas a fabricante americana de brinquedos Mattel ainda pode recorrer.

A família de Frida Kahlo informou que aguardará a decisão final da Justiça para iniciar uma ação semelhante nos Estados Unidos. No mês passado, a Mattel apresentou nas vésperas do Dia Internacional da Mulher a coleção de bonecas “Mulheres que Inspiram”, incluindo uma versão de Frida Kahlo sem buço e sem monocelha, além de esbranquiçada, o que também desagradou à família, já que essas eram algumas das marcas da artista.

A empresa fez um acordo entre a Frida Kahlo Corporation, fundada por familiares da pintora, e a Casablanca Distributors, com a qual os parentes romperam relações posteriormente.

Em sua decisão, o juiz ordena a Mattel e aos distribuidores a se abster de realizar “qualquer ato tendente a utilizar a marca, imagem ou obra de Frida Kahlo”.

Publicidade