Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Joseph Fiennes é criticado por encarnar Michael Jackson em filme

Público não gostou de ver o ator branco na pele do astro pop morto em 2009

O trailer de Elizabeth, Michael and Marlon, filme produzido para a televisão pelo canal pago britânico Sky Arts, foi alvo de críticas ao mostrar o ator Joseph Fiennes como Michael Jackson. No Twitter, vários comentários demonstraram indignação pelo fato de um branco interpretar o cantor negro.

Além de críticas à “black face” (caracterização à base de estereótipos racistas), há comentários que traçaram comparações com o nariz (ou a falta de) de Lord Voldemort na saga Harry Potter e pedidos de respeito à memória e ao legado do rei do pop, morto em 2009.

Astro de Shakespeare Apaixonado e Elizabeth (ambos de 1998), Fiennes já havia sido rejeitado pelo público para o papel quando ele foi anunciado. A história, que integra a série cômica Urban Myths: A Brand New Collection of Comedies, trata de uma “road trip” entre Michael Jackson, Elizabeth Taylor e Marlon Brando. Com estreia marcada para 19 de janeiro, o episódio reúne os três ícones da cultura pop interpretados por Fiennes, Stockard Channing e Brian Cox, e se passa nos dias seguintes aos ataques de 11 de setembro de 2011.

Em comunicado, a direção do Sky Arts afirmou que Joseph Fiennes como Michael Jackson tem tudo a ver com o teor da série satírica, que prega a liberdade criativa. Outros episódios abordarão a relação do ator Cary Grant com o LSD, a busca de Bob Dylan por um cantor chamado Dave e uma amizade especial de Adolf Hitler.

(Com Estadão Conteúdo)