Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jon Snow e o spoiler que todos já sabiam

‘Game of Thrones’ revela, enfim, o destino do popular personagem da série da HBO

Alerta: a nota abaixo contém informações sobre o segundo episódio da sexta temporada da atração

O fim da quinta temporada de Game of Thrones deixou desolada boa parte dos espectadores da atração exibida pela HBO. Apesar das muitas baixas de personagens na atração – o que já deveria ter deixado fãs calejados e desapegados — a morte de Jon Snow (Kit Harington), um dos mais populares da trama, não foi bem aceita tanto pelos que acompanham a história pela TV, quanto pelos leitores dos calhamaços escritos por George R. R. Martin.

Inconformados, desde então, os seguidores da trama de Westeros desenvolveram variadas teorias para o retorno do personagem que pode, talvez, quem sabe, ser o herdeiro legítimo do disputado trono.

A aposta mais corriqueira era que Melisandre (Carice Van Houten) usaria sua magia para ressuscitar o moçoilo. Meses mais tarde e dois episódios da sexta temporada depois, o spoiler imaginário aconteceu. Neste domingo, a Sacerdotisa Vermelha mostrou sua grande utilidade na série e trouxe Jon Snow de volta à vida. O mistério que permanece agora é como será a personalidade deste novo Snow, até então um bonzinho convicto em uma terra onde é necessário dormir com um olho aberto.

Leia também:

Últimas temporadas de ‘Game of Thrones’ podem ser mais curtas

Autor de ‘Game of Thrones’ quer produzir um spin-off da série

Novo livro de ‘Game of Thrones’ não sairá antes da 6ª temporada na TV

Harington, que bradou aos fãs que perdessem a esperança em seu retorno, pois o personagem estaria pra sempre morto, concedeu uma entrevista ao site Entertainment Weekly para se desculpar.

“Gostaria de pedir perdão, pois menti para todos”, diz. Em seguida o ator britânico afirmou ter ficado feliz com a reação do público. “Meu maior medo era que as pessoas não se importassem. Mas o público sentiu o luto do personagem. O que significa que eu estou – ou a série – trabalhando direito.”