Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jennifer Hudson diz que perdoa ex-cunhado por matar membros de sua família

Em entrevista à Oprah Winfrey, atriz e cantora falou sobre a tragédia em que morreram sua mãe, irmão e sobrinho

Jennifer Hudson pode nunca superar o dia em que perdeu a mãe, o irmão e o sobrinho, que foram assassinados a tiros por seu ex-cunhado, William Balfour, em 2008. Mas a atriz garante que o perdoou.

Em entrevista à apresentadora Oprah Winfrey, Jennifer afirmou que acredita que o rapaz “não teve culpa” pelas mortes de Darnell Donerson, Jason Hudson e Julian King. “Ele foi criado dessa maneira. Se ele tivesse tido o amor que minha mãe nos deu, ou a criação, então ele teria tido chance”, disse a atriz e cantora.

Em maio, Balfour foi condenado a prisão perpétua pelos três assassinatos. De acordo com a legislação americana, um condenado a prisão perpétua pode pedir revisão da pena após 25 anos de encarceramento em regime fechado. Balfour recebeu três condenações de perpétua — uma para cada vítima. Com isso, ele só poderá ser beneficiado com o recurso de revisão da pena daqui a 75 anos. Se ainda estiver vivo até lá, ele terá 106 anos.

Entenda a história — William Balfour, era casado com a irmã da atriz Jennifer Hudson até outubro de 2008, quando foi acusado de assassinar a sogra, o cunhado e o enteado, de 7 anos. Ele também escondeu o corpo do menino para ocultar o crime. A mãe de Jennifer Hudson, Darnell Donerson, tinha 57 anos e foi encontrada morta, trajando apenas camisola, no chão da casa onde a atriz passou a infância. O irmão da cantora, Jason Hudson, tinha 29 anos e foi encontrado também morto em sua cama, usando apenas roupa íntima. O corpo do sobrinho, Julian King, apareceu três dias depois em um carro esportivo roubado. Balfour teria cometido os crimes em represália porque a irmã de Jennifer, Julia, queria se divorciar dele.

Os assassinatos ocorridos no South Side de Chicago sacudiram a vida de Jennifer, menos de dois anos depois de a finalista de American Idol ganhar um Oscar de melhor atriz coadjuvante pelo papel no musical Dreamgirls – Em Busca de um Sonho (2006). Jennifer, que lançou seu segundo álbum de trabalho, I Remember Me, em março de 2011, e cantou I Will Always Love You em memória da falecida Whitney Houston na noite de entrega dos prêmios Grammy, este ano, assistiu a todo o julgamento do cunhado.