Clique e assine com 88% de desconto

Jean Dujardin: ‘Apresento a vocês, se chama Oscar, pesa dois quilos’

Por Robyn Beck - 27 fev 2012, 09h05

Jean Dujardin, que se tornou no domingo o primeiro ator francês a ganhar um Oscar de melhor ator com o filme “O Artista”, apresentou a estatueta com grande alegria à imprensa francesa: “Apresento a vocês, se chama Oscar, pesa dois quilos”.

Chegando sob aplausos ao hotel Mondrain, perto de Hollywood, sobre o Sunset Boulevard, o ator foi cercado pelos jornalistas franceses, diante dos esforços da segurança do hotel, acostumada a uma maior cortesia, até mesmo na noite do Oscar.

O ator assegurou que se sentia bem depois de dormir por 20 minutos em seu automóvel: “ali, acordo, e aparentemente foi um sonho, ele estava ali (o Oscar), e me sinto muito bem, muito feliz”.

“Então, apresento a vocês, se chama Oscar, pesa dois quilos. É bonito, não? É bonito”, disse Dujardin.

Publicidade

Interrogado sobre suas impressões, afirmou ter sentido “algo que nunca havia sentido; tive a impressão de ter saído de meu corpo. Não sou místico, mas durante três segundos, meu corpo ficou no lugar, aconteceu algo muito estranho”, respondeu.

Disse se sentir “muito orgulhoso e muito feliz”, mas “não totalmente consciente” e reconheceu que iria “descansar” antes de retornar ao trabalho. “Vou retomar meu trabalho, normalmente e dormir oito anos”.

Sobre sua eventual carreira nos Estados Unidos, que desperta muitas especulações na França, Dujardin foi categórico: “Vamos ver se há projetos para desenvolver, porque não, mas nunca serei um ator americano. Não se deve sonhar”.

“O Artista”, um filme mudo e em branco e preto, fez história no Oscar na noite de domingo, ao ganhar cinco prêmios, entre os quais os de melhor filme – um fato histórico para um filme não anglo-saxão – e de melhor ator para Dujardin, primeiro ator francês recompensado nesta categoria.

Publicidade