Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

James Horner, autor da trilha sonora de ‘Titanic’, morre em acidente aéreo

Compositor pilotava sozinho um avião monomotor que caiu e pegou fogo na Califórnia. Horner também trabalhou nos filmes 'Coração Valente', 'Uma Mente Brilhante' e 'Avatar'

O compositor americano James Horner, autor da trilha sonora de diversos sucessos do cinema e vencedor de duas estatuetas do Oscar por seu trabalho em Titanic, morreu nesta segunda-feira em um acidente aéreo. O músico tinha 61 anos. Horner pilotava sozinho um pequeno avião monomotor que caiu e pegou fogo perto da cidade de Santa Barbara, na Califórnia, na manhã de segunda.

Além de ser o responsável pela marcante trilha sonora de Titanic, que vendeu 30 milhões de cópias em todo o mundo, Horner também compôs o hit My Heart Will Go On, música interpretada por Celine Dion e também vencedora do Oscar. O trabalho na superprodução de 1997 foi uma das parcerias entre o compositor e o diretor James Cameron. A dupla também esteve junta nos sucessos Aliens (1986) e Avatar (2009).

Em nota, a cantora Celine Dion lamentou a morte de Horner. “Ele permanecerá para sempre como um grande compositor em nossos corações. James teve um papel importante na minha carreira. Nós sentiremos sua falta.”

Carreira – Conhecido por incorporar elementos da música celta em seu trabalho, Horner compôs outras trilhas sonoras de destaque em Hollywood como as dos filmes Campo dos Sonhos (1989), Coração Valente (1995), Apollo 13 (1995), Uma Mente Brilhante (2001) e Tróia (2004). Ainda no início da carreira, ele foi o responsável pelas trilhas de dois filmes da franquia Star Trek. Sua última participação em um blockbuster foi no longa O Espetacular Homem-Aranha, de 2012. Horner também compôs a trilha de Southpaw, um drama sobre boxe com Jake Gyllenhaal, que tem estreia prevista para julho nos Estados Unidos. Além dos dois prêmios por Titanic, o compositor foi indicado outras oito vezes ao Oscar.

(Da redação)