Clique e assine a partir de 9,90/mês

J.K. Rowling rebate igreja após comentário sobre casamento gay

A autora de Harry Potter defende a união entre pessoas do mesmo sexo e chamou integrantes de instituição americana de ‘mentes intolerantes’

Por Da Redação - 28 May 2015, 12h14

A escritora J.K. Rowling se envolveu em uma discussão com uma igreja batista americana no Twitter. Defensora do casamento entre pessoas do mesmo sexo, a criadora de Harry Potter recentemente respondeu a um fã sobre uma união fictícia entre os personagens Dumbledore, da saga do bruxo adolescente, e Gandalf, o mago de O Senhor dos Anéis. “Eles poderiam se casar na Irlanda”, respondeu J.K. no microblog, em referência ao país europeu que se tornou o primeiro a legalizar o casamento gay por voto em referendo popular.

Leia também:

Aprovação do casamento gay na Irlanda foi “derrota para humanidade”, diz assessor do papa

‘Dumbledore’, de ‘Harry Potter’, fará série de J.K. Rowling

Continua após a publicidade

Saiba quem JK Rowling mais lamenta ter matado em ‘Harry Potter’

Após o comentário da escritora, a igreja batista de Westboro, conhecida por ser dona de discursos controversos, escreveu um texto em sua conta no Twitter. “Então J.K. Rowling quer que Dumbledore & Gandalf se casem na Irlanda; se isso acontecer, nós iremos protestar”. A escritora respondeu elevando o tom: “Uma pena que uma bela união e um lugar tão bonito explodiria suas mentes pequenas e intolerantes em seus duros crânios”.

Quando um dos fãs disse para a escritora que dar atenção ao comentário da igreja seria contraprodutivo, J.K. respondeu dizendo que era importante que “jovens gays assustados” observassem “discursos de ódio serem desafiados”.

Publicidade