Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

J.K. Rowling rebate igreja após comentário sobre casamento gay

A autora de Harry Potter defende a união entre pessoas do mesmo sexo e chamou integrantes de instituição americana de ‘mentes intolerantes’

A escritora J.K. Rowling se envolveu em uma discussão com uma igreja batista americana no Twitter. Defensora do casamento entre pessoas do mesmo sexo, a criadora de Harry Potter recentemente respondeu a um fã sobre uma união fictícia entre os personagens Dumbledore, da saga do bruxo adolescente, e Gandalf, o mago de O Senhor dos Anéis. “Eles poderiam se casar na Irlanda”, respondeu J.K. no microblog, em referência ao país europeu que se tornou o primeiro a legalizar o casamento gay por voto em referendo popular.

Leia também:

Aprovação do casamento gay na Irlanda foi “derrota para humanidade”, diz assessor do papa

‘Dumbledore’, de ‘Harry Potter’, fará série de J.K. Rowling

Saiba quem JK Rowling mais lamenta ter matado em ‘Harry Potter’

Após o comentário da escritora, a igreja batista de Westboro, conhecida por ser dona de discursos controversos, escreveu um texto em sua conta no Twitter. “Então J.K. Rowling quer que Dumbledore & Gandalf se casem na Irlanda; se isso acontecer, nós iremos protestar”. A escritora respondeu elevando o tom: “Uma pena que uma bela união e um lugar tão bonito explodiria suas mentes pequenas e intolerantes em seus duros crânios”.

Quando um dos fãs disse para a escritora que dar atenção ao comentário da igreja seria contraprodutivo, J.K. respondeu dizendo que era importante que “jovens gays assustados” observassem “discursos de ódio serem desafiados”.