Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ísis nega affaire com Cauã: ‘Não faz parte da minha ética’

Atriz divulgou um comunicado dizendo que ficou 'triste' com as especulações de que ela teria sido o pivô da separação do ator e da atriz Grazi Massafera

A atriz Ísis Valverde veio a público nesta sexta-feira negar que seja o pivô da crise do casal Cauã Reymond e Grazi Massafera. Em um comunicado, a atriz desmente que tenha se envolvido com Cauã nas gravações da minissérie Amores Roubados, da Globo, afirmando que essa atitude não condiz com sua “ética afetiva”. “Me posicionar em meio a tantas especulações é me agregar um comportamento que em nada espelha a minha essência, não há em minha biografia qualquer resquício de tais procedimentos a mim referidos, pelo simples motivo de que isso não faz parte da minha ética afetiva, assim foi e sempre será”, diz o texto assinado por ela.

Leia também:

Sob boatos de separação de Cauã, Grazi se refugia no Paraná

​Cauã Reymond aparece sem aliança: ‘É um momento meu’

A atriz continua, afirmando que está além dos seus poderes colocar fim a relacionamentos alheios. “Também me delegaram poderes que felizmente não tenho, relacionamentos se iniciam e acabam com a naturalidade que lhes é peculiar, acho muito delicado e me sinto triste por envolverem meu nome com algo tão pessoal.”

Ela fala sobre o fim do seu próprio relacionamento com o músico Tom Rezende, que confirmou o término do namoro de dois anos a VEJA. “Sobre o fim do meu relacionamento, deixo claro que foi de uma maneira amigável, sem agressão física ou verbal, somos amigos, nos gostamos e nos respeitamos”, diz ela, que termina lembrando que é “uma mulher comum”. “Agradeço, imensamente, a atenção e a oportunidade de me recolocar na minha dimensão meramente humana de uma mulher comum.”

Na última semana, rumores sobre a separação de Reymond e Grazi tomaram o noticiário, reforçados pela viagem que a ex-BBB fez à sua terra-natal, o Paraná, e pela aparição do ator sem aliança no evento de uma marca de produtos para higiene bucal, do qual é garoto-propaganda. No local, Cauã pediu privacidade.