Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Iranete, a colecionadora de inimigos do ‘MasterChef’

A baiana ganhou juras de vingança e olhares raivosos dos colegas ao atribuir os ingredientes com que eles deveriam cozinhar na prova eliminatória

A popularidade de Iranete no MasterChef segue de mal a pior. Depois de ser apontada como responsável pela derrota de sua equipe em uma prova coletiva na semana passada, agora a doméstica conquistou o posto de vilã definitiva do reality culinário da Band – pelo menos aos olhos de seus “colegas” competidores. Nesta terça-feira, a candidata colecionou seus novos inimigos ao vencer a primeira tarefa do dia, o que lhe deu o poder de atribuir ingredientes com que os demais participantes deveriam cozinhar na prova de eliminação.

Leia também:

‘MasterChef’: Aritana, uma forte candidata às sandálias da humildade

Eliminação de Cássia faz ‘MasterChef’ superar ibope da estreia

No Twitter, ‘Masterchef’ bate ‘SuperStar’ e ‘Malhação’ janta ‘Babilônia’

A primeira atividade do programa consistiu na preparação de pratos tendo camarões – que foram entregues vivos para os competidores – como o ingrediente principal. Izabel, Lucas e Iranete se saíram melhor e a empregada doméstica foi escolhida a vencedora da prova. Na eliminatória, ela atribuiu aos colegas que tiveram desempenho insatisfatório na primeira tarefa ingredientes como mandioca ou seus derivados, como tucupi e farinha de tapioca.

Ela, então, deu tucupi, o sumo extraído da mandioca, a Cristiano. Iranete justificou sua escolha dizendo que daria um ingrediente difícil para ele porque os dois são da Bahia e na competição não deveria haver mais de um baiano. O agente de trânsito ficou com sangue nos olhos por causa da atitude da conterrânea. “Achei que éramos amigos. Mas ela é falsa, me apunhalou pelas costas”, disse. Nem mesmo o fato de Cristiano ter vencido a prova depois, ganhando elogios dos jurados Erick Jacquin, Paola Carosella e Henrique Fogaça, amoleceu o coração do baiano. “Eu vou tirá-la da competição. Ela está engasgada aqui.”

Menos sorte teve Aritana, a inimiga que Iranete ganhou na semana passada ao empurrar para a empregada doméstica a culpa da derrota da equipe das duas. A filha de Oscar Maroni ganhou da baiana a farinha de tapioca para cozinhar e, sem saber como trabalhar o ingrediente, trocou olhares raivosos com a colega. Na cozinha, Aritana pareceu bastante perdida e quase foi eliminada com seu prato de farinha de tapioca com pimentões, queijo crocante e carne de sol com manteiga e pimenta, ficando entre os dois piores chefs do dia. Ela só foi salva porque Hamilton conseguiu apresentar um prato ainda pior e foi mandado para casa.