Clique e assine a partir de 9,90/mês

IMPERDÍVEL: Anita Malfatti ganha mostra no MAM-SP

Museu no Parque do Ibirapuera homenageia centenário da exposição inaugural do modernismo brasileiro

Por Da redação - 4 fev 2017, 06h00

O Museu de Arte Moderna de São Paulo abre no dia 7 de fevereiro a exposição Anita Malfatti: 100 Anos de Arte Moderna, com cerca de 70 obras representando a trajetória da artista brasileira, um dos mais importantes nomes do século XX. Para retratar a vasta produção da pintora, desenhista, gravadora e professora Anita Malfatti a mostra foi concebida como uma homenagem ao centenário da exposição inaugural do modernismo brasileiro, uma individual de Anita aberta em dezembro de 1917, e que recebeu severa crítica de Monteiro Lobato na época.

No MAM, a mostra conta com obras que abrangem diversos aspectos da produção da artista. A exposição tem como finalidade apresentar um recorte da trajetória de Anita, dividida em três momentos: os anos do estopim do modernismo brasileiro; a época de estudos em Paris e a produção naturalista; e, por fim, as pinturas com temas populares.

Abre a retrospectiva um conjunto de trabalhos realizados na Alemanha, seguido de retratos e paisagens expressionistas exibidos em 1917, que causaram grande impacto no, até então, tradicional meio paulistano, entre as quais os óleos sobre tela O Japonês (1915/16), Uma Estudante (1915/16) e O Farol (1915).  Entre a primeira e a segunda parte da mostra, sobressai o interesse pela temática nacional, onde figuram trabalhos famosos como Tropical (c.1916).

Na fase mais naturalista, estão paisagens europeias como na pintura a óleo Porto de Mônaco (c. 1925), e nas aquarelas Veneza, Canal (c.1924), Vista do Fort Antoine em Mônaco (c. 1925). A terceira parte engloba trabalhos realizados nos anos 1930-40, época em que a artista se dedicou a retratar familiares, amigos e membros da elite, além de temas populares.

Continua após a publicidade

A exposição Anita Malfatti: 100 Anos de Arte Moderna fica em cartaz no MAM, no Parque do Ibirapuera, de 7 de fevereiro até 30 de abril. A visitação ocorre de terça a domingo, das 10h às 17h30. Os ingressos custam seis reais, e tem entrada gratuita aos sábados.

Publicidade