Clique e assine com 88% de desconto

IMPERDÍVEL: ‘A Qualquer Custo’ representa o bom faroeste no Oscar

Produção atualiza o gênero e conquista quatro indicações ao prêmio da Academia de Hollywood

Por Raquel Carneiro - 4 fev 2017, 07h15

Com o cenário árido do Texas e um relógio contemporâneo, A Qualquer Custo segue a trama de dois irmãos, vividos por Chris Pine e Ben Foster, em uma missão de assaltar bancos. Logo no primeiro roubo, as diferenças de personalidades se destacam: Toby Howard (Pine) é calmo e centrado, Tanner (Foster) é impulsivo e agressivo. Os contrastes vão delinear o caminho da dupla, que possui um plano capaz de desafiar o entendimento dos policiais locais, representados especialmente por Jeff Bridges, um delegado veterano, que quer se aposentar resolvendo o caso dos rapazes.

Focados em apenas uma rede bancária, eles levam uma quantia pequena em cada assalto. O dinheiro é lavado em cassinos. E uma meta desejada marca o fim da missão, que deve salvar o sítio da família e solucionar outros desejos dos rapazes.

A trama é conduzida pelo escocês David Mackenzie (de Encarcerado), que não economiza na saturação das cores da fotografia, muito menos na acidez e surpresa dos acontecimentos. A produção chega ao Brasil chancelada por quatro indicações ao Oscar: melhor filme, roteiro original, edição e ator coadjuvante para Jeff Bridges.

Publicidade