Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Humoristas saem em defesa de Danilo Gentili após condenação por injúria

Nomes como Fábio Porchat, Dani Calabresa e Whindersson Nunes criticaram a sentença que pode levar o apresentador do SBT à prisão por mais de seis meses

Condenado a seis meses e 28 dias de prisão em regime semiaberto por injúria à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), Danilo Gentili recebeu apoio de colegas humoristas nesta quinta-feira, 11. Nomes como Fabio Porchat, Whindersson Nunes, Dani Calabresa e Marcelo Tas criticaram a decisão da juíza Maria Isabel do Prado, da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo, e defenderam a liberdade de expressão.

Em 2016, o apresentador do SBT publicou uma série de tuítes chamando a deputada de “falsa”, “cínica” e “nojenta”. Ao receber uma notificação extrajudicial pedindo que apagasse as mensagens, o humorista gravou vídeo rasgando o documento e colocando-o dentro das calças. O humorista poderá recorrer da sentença em liberdade.

Nesta quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro também prestou solidariedade a Gentili. “Me solidarizo com o apresentador e comediante Danilo Gentili ao exercer seu direito de livre expressão e sua profissão, da qual, por vezes, eu mesmo sou alvo, mas compreendo que são piadas e faz parte do jogo, algo que infelizmente vale para uns e não para outros”, disse.

Gentili respondeu o comentário de Porchat, ironizando a crítica que o colega tinha feito. “A censura que estava no envelope, achou o que dela?”, disse o apresentador do SBT. O criador do Porta dos Fundos, então, disse que “quando se parte para a ignorância, corre-se o risco de perder a razão”.

 

Dani Calabresa comenta condenação de Danilo Gentili Dani Calabresa comenta condenação de Danilo Gentili

Dani Calabresa comenta condenação de Danilo Gentili (Reprodução/Instagram)