Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Harvey Weinstein se declara ‘inocente’ e pagará fiança de US$ 1 milhão

O famoso produtor, protagonista do escândalo sexual que abalou Hollywood, se entregou nesta sexta-feira à polícia de Nova York

Por Com agências EFE e France-Presse - Atualizado em 25 maio 2018, 15h57 - Publicado em 25 maio 2018, 13h05

Um juiz de Nova York determinou nesta sexta-feira que o produtor de cinema Harvey Weinstein, protagonista do escândalo sexual que abalou Hollywood, terá que pagar 1 milhão de dólares (cerca de 3,6 milhões de reais) de fiança para deixar a prisão em liberdade condicional, com uma tornozeleira eletrônica. O réu se declarou inocente das acusações.

O famoso produtor, que se entregou nesta sexta-feira à polícia de Nova York, já antecipou que pretende pagar a fiança. Também foi determinada a apreensão do passaporte de Weinstein e foram limitadas as suas viagens dentro dos Estados Unidos.

Harvey Weinstein preso Produtor Harvey Weinstein chega a delegacia em Nova York, Estados Unidos

Produtor Harvey Weinstein chega a delegacia em Nova York, Estados Unidos Lucas Jackson/Reuters

Na saída do tribunal, o advogado do réu, Ben Brafman, falou à imprensa: “Temos a intenção de agir rapidamente para desconsiderar essas acusações. Acreditamos que têm falhas constitucionais, e não estão respaldadas por evidências”.

A promotoria do distrito de Manhattan acusou Weinstein de estupro em primeiro e terceiro graus por incidentes envolvendo duas mulheres, um em 2004 e outro em 2013. Como é comum nesses casos, a identidade das vítimas não foi divulgada. No entanto, o ano de um dos casos (2004) coincide com a denúncia feita pela atriz Lucia Evans, que afirmou que o produtor a obrigou a praticar sexo oral nele durante uma viagem de negócios.

Publicidade

 

Publicidade