Clique e assine a partir de 9,90/mês

Harvey Weinstein deverá pagar quase 19 milhões de dólares para vítimas

Pedido foi feito em uma ação coletiva movida por diversas vítimas do ex-produtor. Valor ainda precisa ser aprovado por outros dois tribunais

Por Redação - Atualizado em 1 jul 2020, 12h39 - Publicado em 1 jul 2020, 12h26

Condenado a uma pena de 23 anos de prisão, Harvey Weinstein deverá pagar quase 19 milhões de dólares em ação coletiva promovida por diversas mulheres que sofreram assédio sexual e agressão sexual quando trabalhavam para ele. O anúncio foi feito pela procuradora-geral de Nova York. Os pagamentos só serão feitos após a aprovação de dois tribunais e foram apresentados contra o ex-produtor e o estúdio The Weinstein Company.

ASSINE VEJA

Wassef: ‘Fiz para proteger o presidente’ Leia nesta edição: entrevista exclusiva com o advogado que escondeu Fabrício Queiroz, a estabilização no número de mortes por Covid-19 no Brasil e os novos caminhos para a educação
Clique e Assine

“Harvey Weinstein e The Weinstein Company falharam com suas funcionárias. Depois de todo o assédio, ameaças, discriminação e discriminação de gênero, estas sobreviventes finalmente receberão algo de justiça”, escreveu a procuradora Letitia James em um comunicado.

Douglas Wigdor, advogado de várias vítimas, criticou o acordo. Segundo ele, Weinstein “não aceita responsabilidade por suas ações” e não pagará com seu próprio dinheiro.

Publicidade