Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Grazi estreia no cinema como a Marivalda, de ‘Billi Pig’

A atriz conta que, antes de decidir que realmente queria seguir a carreira, foi ganhar dinheiro. Agora, considera-se madura para projetos menos comerciais

“Fui ganhar dinheiro. Os convites foram pintando, e eu fui aceitando meio sem pensar. Eu não sabia se queria ser atriz. Quando decidi que a coisa era séria, parei para me dedicar, estudar, vi que o trabalho não era intuitivo como eu achava”

Grazielli Massafera cresceu, mas não quer aparecer. Não que ela renegue o passado de Miss Paraná e de participante do Big Brother Brasil que se tornou nacionalmente conhecida em 2005. De lá para cá, fez três novelas, minisséries, uma participação em um filme de Renato Aragão e, como ela mesmo assume, foi investir na sua vida material, antes de aceitar convites para filmes menos comerciais, como ‘Billi Pig’, que o diretor José Eduardo Belmonte começou a rodar no final de fevereiro.

“Fui ganhar dinheiro. Os convites foram pintando, e eu fui aceitando meio sem pensar. Eu não sabia se queria ser atriz. Quando decidi que a coisa era séria, parei para me dedicar, estudar, vi que o trabalho não era intuitivo como eu achava”, diz ela, que agora procura o meio termo entre trabalhos comerciais e oportunidades de crescer na carreira que escolheu. Grazi credita a seu marido (a quem se refere assim mesmo na entrevista), o ator Cauã Reymond, a mudança de foco na carreira.

“O Cauã é muito estudioso. Depois de um dia de gravação, ele chega em casa e vai procurar um livro, um filme para ajudar a compor a personagem que está interpretando. Eu não dava continuidade ao meu trabalho quando saía do Projac. Não que meu processo seja igual ao dele. Aliás, descobri que meu processo é diferente do dele. Mas só depois que fui morar com ele entendi a rotina do ator”, conta.

Cauã também foi responsável pela apresentação de Grazi a Belmonte. O diretor conta que quando viu Grazi pela primeira vez na tevê foi “amor à primeira vista”. “Foi engraçado. Eu a vi em Páginas da Vida, e mesmo de relance percebi uma densidade nela que eu procurava em uma atriz. Então, perguntei para a minha mãe quem era ela, que a essa altura todo mundo, menos eu, já conhecia do Big Brother”, diverte-se.

Desde então, trabalhar com Grazi virou um fetiche para José Eduardo. Em 2008, ele fez o primeiro convite, para atuar em Se Nada Mais Der Certo. Insegura em relação a sua consistência como atriz, e empenhada em se firmar financeiramente, Grazi recusou a proposta, mas passou a freqüentar o set de filmagem. Coincidentemente, Cauã Reymond foi escolhido o protagonista do filme e dali em diante os “namoros”, real com o ator e profissional com o diretor, começaram a dar certo. “A cada dia de filmagem o Cauã se tornava uma pessoa diferente. Eu via ele amadurecendo, crescendo por causa do Zé. Isso me despertou a curiosidade de conhecê-lo melhor, trabalhar com ele, e aprender também”, diz Grazi suspirando.

O sorriso de admiração repete-se quando a atriz se refere a Selton Melo, seu par em Billi Pig. “Eu tive que me controlar, fingir que nada estava acontecendo quando eu fui contracenar com o Selton. Ele é um ator maravilhoso, sou muito fã dele, mas me esforcei para controlar a empolgação para não atrapalhar o rendimento do filme”, diz a atriz, às gargalhadas.

Billi Pig tem uma trama rocambolesca. Grazi interpreta Marivalda, uma aspirante a atriz casada com Wanderley (Selton), um corretor de seguros endividado que oscila entre bancar e não bancar o o sonho da mulher em virar uma grande estrela. A vida do casal começa a se complicar quando eles se envolvem com um falso padre e chefe do tráfico, que tem a filha atingida num tiroteio durante uma festa em São Cristóvão.

Marivalda, Wanderley e o padre prometem salvar a vida da filha do bandido em troca de uma grande recompensa em dinheiro, mas Billi, o porquinho de brinquedo que a atriz guarda desde os seis anos de idade, começa a advertir a moça sobre as trapaças e confusões que o marido está planejando.

Filmado no Rio, com locações em Marechal Hermes, São Cristovão, Gávea, Recreio, Santa Teresa, Copacabana e Flamengo, o filme teve o orçamento de R$ 6 milhões, produção da Bananeira Filmes e a distribuição Imagem Filmes. Billi Pig também traz no elenco principal Preta Gil, Milton Gonçalves, Cassia Kiss, Sandra Pêra, Otavio Muller e Zezé Barbosa. O longa-metragem tem previsão de lançamento nacional em 30 de dezembro.