Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Grammy tem casamento gay e consagra dupla Daft Punk

Franceses venceram cinco prêmios, incluindo melhor álbum e gravação do ano. Dupla Macklemore & Ryan Lewis e cantora Lorde também se destacaram

O duo francês Daft Punk e a dupla americana Macklemore & Ryan Lewis foram os grandes destaques da 56ª edição do Grammy Awards. Na cerimônia, realizada em Los Angeles neste domingo, as duplas levaram para casa cinco e quatro prêmios, respectivamente. Outro destaque foi a jovem cantora neozelandesa Lorde, de apenas 17 anos, que faturou dois prêmios em seu primeiro Grammy.

ENQUETE: Qual artista masculino escolheu o pior look para o Grammy?

Confira a cobertura completa do 56º Grammy Awards

Destaques – O Daft Punk ganhou o prêmio mais importante da noite, o de álbum do ano, para Random Access Memories. Com seu resgate inteligente e contagiante de disco music, venceram também como gravação do ano e melhor performance de pop colaborativa pela parceria com Pharrell Williams em Get Lucky, melhor álbum de dance/eletrônica e melhor engenharia de álbum não clássico. Sua apresentação ao vivo de Get Lucky foi um dos pontos altos da noite. Com participação de Williams, Nile Rodgers (fundador da banda de disco music Chic) e Stevie Wonder, colocou todo mundo para dançar.

A dupla Macklemore & Ryan Lewis também fez uma apresentação memorável na cerimônia. Eles tocaram ao vivo seu hit gay Same Love com a cantora Mary Lambert e no meio da performance promoveram, com ajuda da cantora Queen Latifah e de Madonna, um casamento coletivo, unindo oficialmente mais de trinta casais homossexuais e heterossexuais.

Além de defender o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a dupla estreante, formada por um rapper e um produtor e DJ, venceu quatro categorias das setes às quais estava indicada. Eles levaram para casa os prêmios de artista revelação, melhor performance de rap, melhor música de rap com Thrift Shop e melhor álbum de rap com The Heist.

ENQUETE: Qual cantora desfilou o melhor look do Grammy 2014?

Quem também saiu feliz foi a cantora neozelandesa Lorde, que venceu em duas categorias importantes com seu trabalho de estreia. Com a faixa Royals, faturou os prêmios de música do ano e melhor performance pop solo.

Já Jay Z, Justin Timberlake e Taylor Swift não se deram muito bem. Com nove indicações, Jay Z venceu apenas a categoria melhor colaboração em rap com a música Holy Grail. Timberlake, que nem apareceu na festa, venceu os prêmios de melhor clipe para Suit & Tie e melhor música de R&B para Pusher Love Girl, ambas do álbum The 20/20 Experience. Enquanto isso, Taylor ficou só dançando na plateia e não ganhou nenhum prêmio.

Shows – A cerimônia foi longa, chegando a quase quatro horas de duração, e teve muitos momentos de marasmo e apresentações medianas. O apresentador LL Cool J mal se fez notar e muitos artistas, como Keith Urban e John Legend, optaram por baladas que esfriaram a festa.

O show mais aguardado da noite era o reencontro de Paul McCartney e Ringo Starr, únicos beatles ainda vivos, mas o resultado não foi o esperado.Em vez de relembrar sucessos da banda, eles tocaram uma das músicas do álbum mais recente de McCartney, Queenie Eye. Foi histórico, mas podia ter sido melhor. A banda foi uma das homenageadas da noite. Além dos dois ex-integrantes, também estavam na premiação as viúvas de John Lennon, Yoko Ono, e de George Harrison, Olivia. Elas apresentaram juntas o último prêmio.

A cerimônia foi aberta pelo show de Beyoncé, que dividiu o palco com o marido Jay Z em uma performance provocante. Juntos, cantaram Drunk in Love, faixa do novo álbum da cantora. Katy Perry chamou a atenção pelo cenário e figurino cafonas. Remetendo a um filme de terror amador ou a uma peça escolar sobre bruxaria, ela usou uma blusa que acendia e terminou a performance queimando em uma fogueira.

ENQUETE: Quem errou no figurino do Grammy 2014?

Outras cantoras fizeram apresentações bastante comentadas nas redes sociais. Pink, que entrou pendurada em tecido acrobática e cantou girando e virando de cabeça para baixo, ganhou como performance mais atlética. Já Taylor Swift se apresentou sentada ao piano jogando a cabeça para frente e para trás, dramática. Apesar do exagero, cantou ao vivo e bem.

Confira a lista dos vencedores nas principais categorias:

Álbum do ano: Random Access Memories – Daft Punk

Gravação do ano: Get Lucky – Daft Punk featuring Pharrell Williams

Música do ano: Royals – Lorde

Artista revelação: Macklemore & Ryan Lewis

Melhor performance pop solo: Royals – Lorde

Melhor álbum de pop vocal: Unorthodox Jukebox – Bruno Mars

Melhor performance de pop colaborativa: Get Lucky – Daft Punk featuring Pharrell Williams

Melhor gravação dance: Clarity – Zedd featuring Foxes

Melhor álbum de dance/eletrônica: Random Access Memories – Daft Punk

Melhor performance de rock: Radioactive – Imagine Dragons

Melhor performance de metal: God Is Dead? – Black Sabbath

Melhor canção de rock: Cut Me Some Slack – Dave Grohl, Paul McCartney, Krist Novoselic & Pat Smear

Melhor álbum de rock: Celebration Day – Led Zeppelin

Melhor álbum de música alternativa: Modern Vampires of the City – Vampire Weekend

Melhor canção de R&B: Pusher Love Girl – Justin Timberlake

Melhor álbum de música urbana: Unapologetic – Rihanna

Melhor álbum de R&B: Girl on Fire – Alicia Keys

Melhor colaboração em rap: Holy Grail – Jay-Z featuring Justin Timberlake

Melhor performance de rap: Thrift Shop – Macklemore & Ryan Lewis featuring Wanz

Melhor canção de rap: Thrift Shop – Macklemore & Ryan Lewis featuring Wanz

Melhor álbum de rap: The Heist – Macklemore & Ryan Lewis

Melhor álbum de country: Same Trailer Different Park – Kacey Musgraves

Melhor performance country solo: Wagon Wheel – Darius Rucker

Melhor música country: Merry Go ‘Round – Shane McAnally