Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Game of Thrones’ deve mudar abordagem de violência sexual

Para filmar a 6ª temporada da série, criadores levaram em consideração reações à cena de estupro de Sansa Stark, exibida em maio deste ano

Os criadores da série Game of Thrones (A Guerra dos Tronos), da HBO, devem mudar a forma como abordam a violência sexual na 6ª temporada do programa, que estreia em abril do ano que vem. A produção vem recebendo algumas críticas em relação às cenas que retratam abuso e estupro, especialmente uma exibida em maio deste ano, em que a personagem Sansa Stark (Sophie Turner) é violentada por Ramsay Bolton (Iwan Rheon) em sua noite de núpcias.

A informação foi revelada por Jeremy Podeswa, que dirigiu dois episódios da 5ª temporada, incluindo o que exibiu a cena de estupro de Sansa. Segundo ele, que também estará a frente dos dois primeiros capítulos da 6ª, os criadores da série, David Benioff and DB Weiss, ficaram atentos às discussões sobre o assunto e “algumas coisas mudaram como consequência disso”.

Leia também:

HBO divulga cenas da 6ª temporada de ‘Game of Thrones’

‘Jon Snow’ retorna ao set de ‘Game of Thrones’

Pôster da 6ª temporada de ‘Game of Thrones’ traz Jon Snow

‘Game of Thrones’ prova que ainda consegue chocar com 5ª temporada

“É importante que os produtores não se autocensurem O programa retrata um mundo brutal no qual coisas horríveis acontecem. Eles não quiseram ser completamente influenciados pela crítica, mas a absorveram e a levaram em consideração de alguma maneira”, disse Podeswa durante um evento da Fox Studios Austrália, segundo o jornal britânico The Telegraph.

Embora a série da HBO se baseie nos livros de George R. R. Martin, a cena de estupro de Sansa não existe nos livros – no entanto, um dos volumes do autor carrega uma cena similar com outra personagem. Muitas pessoas, incluindo uma senadora americana, criticaram a violência do episódio. Martin, porém, defendeu a escolha da produção, dizendo que ela faz sentido no contexto de guerra da história.

(Da redação)