Clique e assine a partir de 9,90/mês

Fundador do Festival de Montreux morre após acidente

Claude Nobs, que criou o importante evento de jazz e música mundial em 1967, estava em coma desde que se acidentou com esquis. Ele tinha 76 anos

Por Da Redação - 11 jan 2013, 08h35

Claude Nobs, fundador do importante Festival de Jazz de Montreux, morreu nesta quinta-feira no Hospital Universitário de Lausanne, na Suíça, aos 76 anos, em consequência de ferimentos sofridos quando esquiava no dia 24 de dezembro.

Nobs lançou o festival de jazz de verão em 1967 enquanto trabalhava no departamento de Turismo do balneário suíço, atraindo algumas das maiores estrelas do mundo, incluindo Miles Davis, Ray Charles e Prince, para se apresentarem. Ele foi imortalizado como “Funky Claude” na música Smoke on the Water, da banda Deep Purple, que fala sobre um incêndio que queimou o cassino de Montreux durante o show de Frank Zappa, em 1971.

O acidente ocorreu quando ele esquiava na véspera do Natal perto de sua casa, no vilarejo de Caux — ele estava em coma desde então. Apesar de ter passado por uma cirurgia no coração há seis anos, permaneceu como diretor do festival, cargo que compartilhou nos anos 1990 com o produtor norte-americano Quincy Jones, que retorna a Montreux todos os anos vindo de Los Angeles para introduzir novos talentos.

Jazz – Inicialmente, o festival era reservado exclusivamente a artistas do jazz, mas a partir dos anos 1970, foi abrindo suas portas a outros estilos e recebeu músicos consagrados como Frank Zappa, Deep Purple, Prince, Pink Floyd e até Elis Regina. Os astros que esgotaram os ingressos do festival do ano passado foram Bob Dylan, a cantora norte-americana Lana Del Rey e o ator e músico britânico Hugh Laurie.

Continua após a publicidade

O festival deste ano está programado para julho. A organização já anunciou que o diretor-geral Mathieu Jaton assumirá todas as funções de Nobs.

(Com agências Reuters e EFE)

Publicidade