Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fox anuncia produção de série sobre Bruna Surfistinha

Seriado será protagonizado pela novata Maria Bopp e tem estreia prevista para 2016

A Fox confirmou nesta terça-feira a produção de uma série de televisão sobre Bruna Surfistinha, nome adotado por Raquel Pacheco, que se tornou famosa ao contar em um blog suas aventuras como garota de programa. O seriado Bruna Surfistinha será protagonizado pela novata Maria Bopp e vai começar a ser gravado em setembro em locações em São Paulo e Rio de Janeiro, com estreia prevista para o segundo semestre de 2016.

Leia também:

Deborah Secco e a nudez de Bruna Surfistinha

A série será produzida pela TV Zero, a mesma produtora por trás do filme Bruna Surfistinha (2011), estrelado por Deborah Secco, e será supervisionada pela Fox. Inspirado no livro de memórias de Raquel, O Doce Veneno do Escorpião, o seriado terá oito episódios que serão dirigidos por nomes como Marcus Baldini, o responsável pelo longa, e Roberto Berliner (do filme Julio Sumiu), entre outros. A direção geral é de Marcia Faria (Oscar Freire 279, Estação).

“Vamos contar histórias que não foram contadas no filme. Além disso, estamos lançando um novo nome no papel de Bruna: Maria Bopp foi selecionada entre centenas de novas atrizes e sua performance nos testes foi incrível. Ela tem a energia e o frescor de seus lindos 20 e poucos anos e a categoria artística de uma veterana”, afirmou em comunicado Eduardo Zebini, VP Sênior de Produção, Programação e Marketing do FOX International Channels Brasil.

Maria Bopp tem 24 anos e foi coadjuvante na série dramática Oscar Freire 279, do canal pago Multishow, em 2011. Formada em cinema, trabalhava como continuísta até receber o convite para fazer o teste para viver Bruna Surfistinha na TV.

‘Tropa de Elite 2’

Sequência de Tropa de Elite, que causou furor em 2007, o longa estrelado por Wagner Moura e dirigido por José Padilha foi lançado em outubro de 2010 com um grande esquema de segurança para evitar vazamento e pirataria e arrastou mais de 11,1 milhões de espectadores aos cinemas. A produção policial se tornou não só a líder em bilheteria entre os longas da retomada, mas também derrubou do topo do ranking geral do cinema brasileiro o clássico Dona Flor e seus Dois Maridos (1976), de Bruno Barreto, que teve 10,7 milhões de ingressos vendidos. 

‘Se Eu Fosse Você 2’

Dirigido por Daniel Filho, o filme cômico é continuação de Se Eu Fosse Você (2006), outro sucesso de público. Na trama, o casal Cláudio (Tony Ramos) e Helena (Glória Pires) trocam pela segunda vez de corpos durante uma crise no casamento. A produção fez 6,1 milhões de espectadores em 2009. 

‘2 Filhos de Francisco: a História de Zezé Di Camargo e Luciano’

A cinebiografia dirigida por Breno Silveira acompanha a trajetória da dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano, do começo difícil, em meio à pobreza da zona rural de Goiás, até o estrelato. A produção foi lançada em agosto de 2005 e levou 5,3 milhões de espectadores aos cinemas. 

‘De Pernas pro Ar 2’

Assim como no primeiro filme da franquia, de 2010, Alice (Ingrid Guimarães) quase perde o marido por ser viciada em trabalho. Na trama, ela passa um tempo em uma clínica para tratar do estresse. Depois, a empresária leva a família a Nova York com o pretexto de tirar férias, mas na verdade tem reuniões do trabalho marcadas na cidade americana. Dirigida por Roberto Santucci, a comédia da produtora carioca Morena Filmes foi lançada em dezembro de 2012 e fez 4,8 milhões em público. 

‘Carandiru’

Dirigido por Hector Babenco, o filme de 2003 é baseado no livro Estação Carandiru, do médico Drauzio Varella, no qual ele conta as suas experiências como médico do antigo presídio paulista, nos anos 1980. O roteiro vai até o massacre ocorrido em 1992. O drama vendeu mais 4,6 milhões de ingressos. 

‘Minha Mãe É uma Peça’

Lançada em junho de 2013, a comédia Minha Mãe É uma Peça, dirigida por André Pellenz, conquistou 4,6 milhões de espectadores ao mostrar a rotina de Dona Hermínia, uma mãe dedicada, interpretada pelo humorista Paulo Gustavo. Hiperativa e sem filtros, a personagem é inspirada na mãe do ator, que primeiro a levou para os palcos de teatro, em um espetáculo bem-sucedido em bilheteria.  

‘Nosso Lar’

O drama espírita, baseado no livro de mesmo nome de Chico Xavier, acompanha a trajetória pós-morte de André Luiz (Renato Prieto), que passa pelo purgatório e depois vai à cidade sobrenatural de Nosso Lar.  Dirigido por Wagner de Assis, a produção foi lançada em setembro de 2010 e levou 4 milhões de espectadores aos cinemas. 

‘Até que a Sorte nos Separe 2’

Dirigido por Roberto Santucci, o filme narra a nova aventura financeira de Tino (Leandro Hassum), que no primeiro longa ganha 100 milhões de reais na loteria e torra tudo em futilidades. Na sequência, o personagem, que está pobre, ganha uma nova bolada oriunda de uma herança. Ele vai com a família para Las Vegas onde, novamente, gasta tudo, e, pior, fica devendo para a máfia mexicana. O longa lançado em dezembro de 2013 fez 3,9 milhões de espectadores. 

‘Se Eu Fosse Você’

O primeiro filme da série estrelada por Tony Ramos e Glória Pires mostra a primeira vez em que o casal passa por uma mudança de corpos, culpa de um alinhamento raro entre os planetas. A comédia de Daniel Filho foi lançada em janeiro de 2006 e fez 3,6 milhões de espectadores. 

‘De Pernas pro Ar’

Com Ingrid Guimarães, o filme, lançado em dezembro de 2010, narra a história de uma mulher que vive para o trabalho e entra em crise no casamento. Ao conhecer a dona de um sexshop, ela descobre um novo filão de negócios e também uma maneira de melhorar a sua vida sexual. A produção dirigida por  Roberto Santucci fez 3,5 milhões de pagantes. 

(Da redação)